Um dos momentos mais especiais na vida de qualquer pessoa é o ato íntimo. Homens e mulheres se esforçam para terem esse momento o mais saudável possível. No entanto, caso algumas coisas não sejam seguidas à risca, o pior pode acontecer e o casal pode acabar ficando doente. Não é nada disso que as pessoas pensam ou querem quando estão em busca do amor. Para evitar esse tipo de situação incômoda, especialistas em saúde deram uma importante entrevista ao 'Bem Estar' da Rede Globo de Televisão, na qual deram detalhes sobre como é a forma correta de agir após a intimidade. O programa matinal da Rede Globo de Televisão conversou como o urologista Leonardo Lima Borges e também com o ginecologista José Bento.

Publicidade
Publicidade

Ambos foram unânimes, não se deve segurar o xixi após o ator a dois.

Não urinar após o sexo pode trazer infecções chatas e severas

Muita gente acaba evitando urinar após o ato sexual, pois isso pode mostrar que uma pessoa estaria com "nojinho" da outra. No entanto, o correto a fazer é justamente o contrário. Especialmente no caso das mulheres, urinar pode fazer uma verdadeira limpeza natural. A uretra da mulher é muito menor do que a do homem e quando o xixi sai ele provoca uma limpeza e faz com que elas evitem qualquer tipo de infecção. Caso a mulher esteja com a imunidade em baixa, o atrito sexual pode acabar causando também uma infecção ou ferida. Por isso, ter alguns pelos nessa região é tão importante.

Saiba como evitar a candidíase

Além do xixi poder causar uma infecção urinária, existem também infecções importantes que podem gerar infecções como a candidíase.

Publicidade

Essa doença é transmitida a partir dos fungos. Outra especialista conversou com o 'Bem Estar' da Globo e deu mais dicas preciosas para evitar a candidíase. De acordo com Rosana Richtmann, que trabalha como infectologista, usar roupas molhadas por muito tempo, como ao sair da praia, ou o não banho após o suor da academia, são apenas algumas maneiras de se pegar a doença. Ela também pode ser transmitida via sexo, mas não é necessário ter uma relação íntima para ter a doença. Isso porque, no geral, a maioria dos humanos já convive com esse fungo. Ou seja, não se pode dar espaço para ele fazer a festa em seu corpo.

Além de todas essas dicas, não custa lembrar que a camisinha é super importante. O preservativo pode e deve ser usado, até mesmo quando o casal já se conhece há anos. Não é somente para evitar a gravidez que ele serve. Além de prevenir uma gestação indesejada, doenças como o HIV são transmitidas quando não há qualquer proteção.

Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo. #Curiosidades