Chega uma idade na vida em que toda mulher se depara com um problema bem incômodo, e que gera alguns sintomas bem chatos, como uma maior sensação de calor, falta de sono, irritação, entre outros efeitos da falta de hormônio que incomodam muito. Esse é problema, que na verdade é uma etapa natural da existência de todo ser humano do sexo feminino é a menopausa.

As #mulheres reclamam também de uma mudança no humor e na libido. Algumas choram, outras passam a ter mudanças radicais na vida sexual, levando em consideração que muitas passam a ter a libido levada a zero, ou seja, isto faz com que a pessoa não consiga mais sentir vontade sexual que antes era presente em sua vida.

Publicidade
Publicidade

Como o organismo de cada pessoa responde de uma determinada maneira ou dentro de uma intensidade diferenciada, algumas mulheres percebem que os métodos tradicionais de tratamento não têm surtido um bom efeito. A falta de bons efeitos através de um tratamento tradicional ocorre em algumas pessoas específicas.Porém, como se sabe, a informação pode ser passada para pessoas em que o método tradicional surtiria um bom efeito, e muitas dessas pessoas passam a recorrer a métodos diferentes sem antes procurar uma boa análise do caso. E isto, segundo os médicos, pode significar um grande risco.

Mas o fato é que um número cada vez maior de mulheres recorrem a um método que utiliza hormônios masculinos durante a #Menopausa, fazendo a aplicação de #testosterona.

Esse método está ganhando fama e adquirindo uma procura internacional, pois, além da ajuda no ganho de massa muscular, colabora com o aumento do vigor físico e com o aumento da libido, trazendo com isso uma elevação no desejo sexual.

Publicidade

Em algumas pacientes esse método tem funcionado bastante, sem sintomas preocupantes. São pacientes específicas que apresentam um organismo diferenciado, bem resistente mais resistentes, um excelente acompanhamento médico e dosagem leve. Porém, os médicos alertam que as pessoas podem estar correndo perigo, pois ainda não existe um estudo definitivo a respeito da segurança em utilizar hormônios masculinos no tratamento para enfrentar a menopausa. Isso significa que pode existir um grande risco à saúde das mulheres que recorrem a este método de tratamento que utiliza testosterona, inclusive para as mulheres que não tem apresentado sintomas preocupantes também.

Se o método de reposição hormonal anterior, através de estrogênio, já estava gerando polêmica, o método que utiliza a aplicação de testosterona tem gerado mais discussão ainda, pois trata-se de um hormônio masculino, e de um método, segundo os médicos, perigoso, pois pode acarretar no aumento do colesterol até trazer risco de câncer.