As mulheres, de um modo geral, são bem mais cuidadosas do que os homens. Elas estão sempre cuidando de suas roupas íntimas de um modo muito especial para, assim, evitarem ter problemas de #Saúde recorrentes em suas genitálias. Porém, o que poucas sabem é que existem hábitos que podem prejudicar, em vez de ajudar a proteger, assim também como existem outros que são essenciais para essa proteção, mas que elas ainda não conhecem.

Metade das mulheres do mundo sofre com algum tipo de problema na vagina. Segundo a ginecologista e terapeuta sexual, Dra. Mariana Maldonado, embora a calcinha seja uma grande companheira da #Mulher, ela pode ser uma grande vilã, caso não seja bem higienizada e cuidada.

Publicidade
Publicidade

Veja, a seguir, 8 hábitos comuns que podem causar problemas como candidíase e alergias. Essas doenças são as que, geralmente, atacam as partes íntimas das mulheres.

1 - Lave-a corretamente

A maioria das mulheres costuma lavar as suas calcinhas junto com outras peças de roupas, tudo dentro da máquina de lavar. Porém, esse não é um hábito saudável. De acordo com a ginecologista, as substâncias químicas presentes no sabão em pó e em amaciantes são muito prejudiciais para as partes íntimas. Por isso, o certo mesmo é que a peça íntima seja sempre lavada à mão, com um sabão neutro e água corrente.

2 - Deixe-a secar corretamente

A maioria das mulheres costuma lavar suas calcinhas no banheiro e, ali mesmo, deixá-las para secar, no box, penduradas. Porém, esse hábito é muito perigoso, pois pode causar uma contaminação na peça, que fica ali mais exposta à proliferação de fungos e bactérias.

Publicidade

3 - O protetor diário pode ser um vilão

Segundo a médica, esses protetores abafam a região íntima e deixam as bactérias presentes na flora vaginal em desarmonia. A cândida, por exemplo, é uma dessas bactérias que já existem na vagina de forma natural. Se a flora vaginal ficar desregulada, as bactérias podem se multiplicar e causar infecções, coceiras e secreções desagradáveis na região.

4 - Não compartilhe calcinhas

Mesmo que você fique sem usar, nunca peça a calcinha de uma amiga, irmã ou até mesmo a da sua mãe emprestada. Esse hábito é extremamente prejudicial para a saúde, pois nunca se sabe se a peça emprestada vai estar devidamente higienizada, conforme necessário.

Para evitar problemas como esse, o ideal é que se use um absorvente - em caso de emergência - para que a superfície da calcinha que esteja suja - seja de outra pessoa ou sua mesmo - fique limpa e seca para ser utilizada. Ou, como uma melhor opção, tente lavar a peça e deixe-a secando de um dia para o outro.

5 - As peças íntimas novas precisam ser lavadas antes do primeiro uso

Mesmo que você esteja apaixonada por uma lingerie que acabou de comprar e que esteja louca para usá-la, é preciso ter paciência e lavá-la, antes do uso.

Publicidade

Afinal, nunca se sabe, ao certo, por onde a calcinha andou e por quantas mãos ela passou no estabelecimento em que estava exposta.

Mas, se a vontade de usar for muito grande, use um protetor. Afinal, um dia usando o absorvente, é melhor do que se arriscar a se contaminar. #higiene