A má postura diante de uma tela de computador pode afetar seu corpo, sua produtividade, e sua #Saúde para o resto da vida.

Ficar horas em frente a uma tela já se tornou parte dos nossos dias, e fica difícil escapar desta realidade, mas devemos ficar atentos ao mal hábito de postura que pode comprometer nosso desenvolvimento, e na sequência gerar problemas graves de saúde.

Passamos horas sentados e com o olhar fixo a uma tela, não apenas com o intuito de diversão, mas como uma opção de renda, de estudo, de nossa singularidade compartilhada dos tempos atuais.

Levamos uma vida corrida, onde para poder acompanhar o relógio e estar em dia com os avanços da sociedade, nos submetemos a alguns desconfortos e pouco cuidado com a saúde.

Publicidade
Publicidade

Grande parte da população acaba por deixar para depois a prática de atividades físicas, por falta de tempo, vezes por falta de animo, ou mesmo por não achar um exercício que agrade seu corpo inerte. Como reflexo a esse emaranhado de atitudes corriqueiras nos deparamos com dores pelo corpo, que aparecem de um dia para o outro, e tendem a nos deixar ainda mais presos neste ciclo, que especialmente com a presença da dor se torna prejudicial a nossa produtividade e nossa saúde.

Quais problemas posso ter?

O exagero em movimentos repetidos e a falta de atividades físicas geram danos ao corpo, como na #coluna, trazendo dores de maior incidência na região lombar e cervical, as (LERs) Lesões por Esforço Repetitivo que causam problemas nas mãos e cotovelos, o sobrepeso com a não queima de calorias a mais, estes efeitos colaterais são reflexos de uma má postura, um constante movimento sem descanso, e a fraqueza de músculos importantes para a manutenção do equilíbrio do corpo.

Publicidade

Em nosso corpo a coluna, por exemplo, é formada como por tijolinhos empilhados que formam uma parede, resistente aos impactos de nossas atividades gerais durante uma vida toda. De forma que ela nós da possibilidade de uma postura ereta e sólida. Você em algum momento parou, e se perguntou, como está cuidando para que isso ocorra bem? Você já retirou um tempo e notou como seus dedos trabalham em uma frequência alta e repetida quando está digitando aquela mensagem nos meios de comunicação, ou quando está estudando ou jogando aquele jogo por um dia todo, ou mesmo no trabalho sentado horas em frente ao computador? De que forma você está agora lendo este artigo? Preste atenção e analise seu comportamento.

Partes da população mais afetada

São os jovens que estão sendo a faixa mais afetada neste momento. Fazendo com que os problemas com o corpo comecem desde cedo. Uma sobrecarga em movimentos repetidos causados pela nova forma de levar a vida por nossos jovens é de se preocupar.

O problema pode se estender durante toda vida, causando incapacidades e diminuição na produção se caso não for levado em conta um tratamento prévio.

Publicidade

Como evitar?

Um grande mal é deixar para procurar por ajuda apenas quando a dor de início insidioso está em um grau de elevado prejuízo. O tratamento é específico para cada um, levando-se em consideração o meio e o grau de acometimento e a continuidade do seguimento na área que causou o dano.

Algumas atitudes podem fazer toda a diferença, desde que praticadas com orientação do seu médico ou fisioterapeuta, como pausas nas atividades repetitivas, alongamentos, o feito de praticar exercícios físicos que fortaleçam os músculos, o cuidado com a postura ao se sentar de frente ao computador ao ficar de pé. São pequenas atitudes que vão garantir um sinergismo corporal tornando nossos dias sem dor e uma melhor qualidade de vida. #doresnocorpo