Tem crescido o número de pessoas infectadas por #Superbactérias nos hospitais e isto não se dá em uma única região do país, já que o problema afeta o Brasil como um todo. De acordo com os especialistas, todos os anos morrem mais de 20 mil pessoas em consequência da bactéria e o problema pode se agravar ainda mais se nada for feito agora.

O motivo principal para o surgimento destas superbactérias é a utilização excessiva de antibióticos e isto acontece com frequência, não só nas residências, mas como também nos hospitais. Por isso, muitos já estão implantando um novo sistema que visa justamente a redução desse tipo de medicamento.

Publicidade
Publicidade

Um infectologista confirmou que os próprios médicos prescrevem antibióticos para os pacientes que chegam com problemas que, muitas vezes, poderiam ser resolvidos de outra forma. Alguns profissionais da área de #Saúde foram por meio de um programa para o Reino Unido para aprender sobre um programa que faz a gestão do uso de antibióticos. Agora, eles terão a missão de repassar todos estes conhecimentos para os médicos brasileiros.

O combate às superbactérias começou nos Estados Unidos e também na Europa, ainda no ano de 2000. Por isso, eles estão bem na frente dos brasileiros. A meta agora é convencer os médicos a prescrever o antibiótico somente em casos específicos, onde seu uso se faça realmente necessário, afinal, quanto mais abusar do medicamento, maior será o risco de que sejam criadas novas superbactérias.

Publicidade

Bactérica KPC - Klebsiella pneumoniae Carbapenemase

Essa é uma bactéria que acabou sofrendo uma mutação dentro de um ambiente hospitalar e que agora é resistente à antibióticos. A descoberta destes super micro-organismos foi feita nos Estados Unidos, no ano de 2000, mas eles já estão presentes no mundo todo, inclusive aqui no Brasil.

A KPC é encontrada nas fezes, água, vegetais, frutas e em vários outros lugares. O contágio é mais comum justamente dentro do hospital, quando existe o contato com secreções de pessoas infectadas. Por isso mesmo, é tão importante seguir as normas de desinfecção e manter a higiene absoluta.

A KPC causa vários danos à saúde do paciente, como infecções sanguíneas, infecção urinária, pneumonia e pode levar até à morte.

E o combate às superbactérias não é só responsabilidade dos médicos. O paciente pode fazer sua parte, não se automedicando e ficando atento à higiene dos ambientes. #Doença