Nos EUA, a série "Quilos Mortais" foi criada com o intuito de mostrar como é a vida de pessoas com #obesidade Mórbida (IMC acima de 40). Transmitida aqui no Brasil pelos canais pagos TLC e Discovery Channel, a cada episódio acompanha por um ano a vida de pessoas que vivem aprisionados em seus próprios corpos, limitadas e sem esperança de solução. Ao entrarem no programa elas buscam reduzir o seu peso, geralmente com a ajuda de uma cirurgia bariátrica, que é realizada pelo cirurgião Younan Nowzaradan, o Dr. Now, de Houston, no Texas e uma #Dieta de reeducação alimentar acompanhada de exercícios. São pessoas que se viram em situações de desespero e com a sua vida por um fio.

Publicidade
Publicidade

Um dos impressionantes casos é da norte-americana Christina Phillips, que na época tinha apenas 22 anos e pesava 317 quilos e hoje, aos 25 anos e 79 kg, depois de muito sofrimento e esforço, conseguiu superar suas limitações e desafios, se libertando da obesidade. Outros casos também são relatados nesta série que serve como um alerta do que o excesso de peso pode fazer na vida do ser humano.

Obesidade

Um dos maiores males do século XXI, a obesidade tem crescido de maneira assustadora nos últimos anos. As estatísticas apontam para um crescimento assustador de 22,5% na última década. De acordo com o site WordMeters, de estatísticas mundiais, cerca de 1,645 bilhões de pessoas estão acima do peso, sendo que dessas, mais de 683 milhões são obesas. Fatores genéticos , grande crescimento de consumo de fast foods e alimentos industrializados devido à praticidade que eles nos oferecem são alguns dos responsáveis por esse aumento de gordura corporal.

Publicidade

Por outro lado o crescimento do sedentarismo, com a tecnologia e a busca por entretenimentos em redes sociais, fazem com que as pessoas tenham uma vida menos ativa, o que também contribui para o aumento de peso.

Mas, quais são os riscos?

A obesidade não é somente um problema estético, mas algo que acaba trazendo consigo inúmeros riscos. A princípio as pessoas que estão acima do peso começam a ter limitações da mobilidade, o que acaba cooperando para uma vida sedentária. Outras enfermidades também são comuns em pessoas acima do peso, como diabetes, problemas respiratórios, doenças cardiovasculares, hipertensão, entre outras.Isso sem contar os problemas psíquicos como perda da autoestima, depressão e ansiedade. Também existem os problemas em virtude da existência de preconceito e discriminação por grande parte da sociedade, num mundo onde o culto ao corpo e à estética cresce dia após dia.

A mudança de hábitos alimentares e a prática regular de exercícios são fundamentais para a #Saúde e qualidade de vida.

Publicidade

Quanto maior o IMC (índice de massa corporal), maiores são os riscos de se desenvolver doenças relacionadas à obesidade.

Como calcular?

Cálculo do índice de massa corporal = peso (quilos) ÷ altura² (metros)

Entre 18,5 e 25 - Faixa de peso ideal

Entre 25 e 30 - Sobrepeso

Entre 30 e 35 - Obesidade grau I

Entre 35 e 40 - Obesidade grau II (grave)

Acima de 40 - Obesidade grau III (mórbida)