Em primeiro lugar, qualquer modificação suspeita na menstruação [VIDEO] são motivos para buscar orientação e diagnóstico médicos. Entre as mudanças que devem ser observadas estão cor, frequência, duração, volume, frequência ou presença de coágulos, por exemplo; no corrimento vaginal ou no aspecto, odor ou sensações (ardor, coceira etc.) na região vaginal da mulher; além de outras mudanças dignas de nota, como dores, tontura, palidez na pele ou debaixo das unhas, sangramentos não relacionados com a #Menstruação etc.

Embora a menstruação mais escura não seja necessariamente sintoma de problemas de saúde, especialmente quando ela aparece no começo ou no fim da menstruação, ela pode também ser causada por alguns problemas de saúde.

Publicidade
Publicidade

A seguir, estão mencionadas e discutidas algumas possíveis causas - patológicas ou não - do fluxo menstrual mais escuro do que o normal:

1 - Útero largo

Uma das causas mais frequentes de menstruação escurecida, especialmente comum no pós-parto, é o útero largo, pois o órgão de muitas #mulheres demora a voltar ao tamanho anterior. Nesses casos, o sangue do fluxo menstrual acumula-se no órgão antes de ser eliminado e, nesse período, escurece, engrossa e pode acumular coágulos.

2 - Alterações emocionais

Estresse e depressão estão entre as situações psicológicas que podem promover a oxidação do sangue do fluxo menstrual deixando-o mais escuro do que o normal.

3 - Alterações hormonais (especialmente - mas não somente - as causadas pela menopausa)

Condições que alterem o equilíbrio hormonal do corpo, como a menopausa ou problemas da tireoide, por exemplo, podem provocar mudanças na menstruação.

Publicidade

A diminuição do fluxo de sangue na menstruação e o escurecimento desse fluxo estão entre as alterações mais comuns.

4 - Doenças sexualmente transmissíveis

Certas doenças sexualmente transmissíveis, como a gonorreia, por exemplo, podem estimular a degradação do sangue do fluxo menstrual, deixando esse sangue mais escuro. Entre os sintomas que costumam acompanhar esse tipo de menstruação podem ser citados de dor na pélvis, cheiro desagradável e febre em que a temperatura alcança mais de 38 graus Celsius.

5 - Endometriose e outras condições

Algumas condições de saúde como a endometriose, que é caracterizada pelo crescimento de tecido do endométrio (tecido que reveste a parede interna do útero), podem provocar dores frequentes na região da pélvis e eliminação de sangue escurecido, que pode acontecer no período menstrual ou não. Nessas condições, a menstruação pode durar mais do que o normal. É importante ir a um ginecologista em busca de diagnóstico e tratamento. #SaudeFeminina