As mulheres costumam se cuidar bastante e também ficar preocupadas com qualquer mudança que aparece no corpo delas. Talvez, por isso, acabem vivendo, em média, mais do que os homens. No entanto, mesmo assim, algumas situações passam, literalmente, "batidas" por elas. Um fator muito comum e que pode acabar causando muitos problemas são os pelos que nascem na região dos seios. Pode não parecer, mas esse sinal esconde uma doença importante e que pode até gerar a infertilidade, a Síndrome do Ovário Policístico.

Saiba o que é a Síndrome do Ovário Policístico: a doença que pode mudar a vida da mulher

Infelizmente, a doença não tem cura, mas é possível sim, conviver com ela.

Publicidade
Publicidade

Os pesquisadores informam que a enfermidade acontece com mais frequência em #mulheres que estão acima do peso. Além disso, se alia aos atrasos na menstruação. Outro sinal que não deve ser deixado de lado é o aparecimento das acnes. Elas podem ser comuns também em outras doenças, ou apenas por mudanças hormonais, ou excesso de gordura na dieta. Agora, é claro, o sinal mais característico desta enfermidade é mesmo os pequenos pelos nos seios. Eles também podem aparecer em outras regiões.

Enfermidade aparece no período mais fértil da mulher

Nesta síndrome, a pessoa tem o primeiro passo para males ainda piores, como o câncer do endométrio. Doenças do coração e até diabetes também podem aparecer. Por isso, inevitavelmente, é mais um dos males que podem matar a mulher. A síndrome aparece na vida da mulher quando os seus hormônios estão alterados.

Publicidade

Ela desenvolve problemas de pele e passa também por dificuldades psicológicas, pois muitas mulheres têm o desejo de ser mãe. A síndrome aparece, no geral, na idade em que a mulher costuma ser mais fértil, entre os 20 e os 30 anos. O mal pode ter potencial hereditário, por isso, é comum em uma mesma família várias pessoas terem o mesmo diagnóstico.

Fique atenta e descubra informações do diagnóstico

Esta síndrome pode ser descoberta através de um exame do ginecologista. Por isso, esse profissional é sempre muito necessário na vida das mulheres. Para ter clareza da situação, o ginecologista pode solicitar ainda outros exames, como uma ultrassonografia. Nela, ele vai poder ver se existem folículos nos ovários. Esses cistos, quando aparecem em grupos de mais de dez, são os sinais característicos de que algo está muito errado.

Para se prevenir, o ideal é sempre ter uma dieta saudável, mas essa é uma doença hereditária. Dessa forma, a mulher deve sempre consultar o ginecologista e se cuidar, a fim de que essa característica não se torne algo pior. #Saúde