Publicidade
Publicidade

Recentemente, o Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC-DA) divulgou a Diretriz Brasileira de Dislipidemias e #prevenção da Aterosclerose – 2017, documento que tornou o Brasil o país mais rígido do mundo em diretrizes para o #Colesterol ruim.

Antes das novas diretrizes, a estimativa era de que 12% da população brasileira sofria de alto colesterol ruim, segundo o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor). Com a nova diretriz, muitas pessoas entrarão na faixa de nível alto de colesterol ruim, um dos fatores e risco para muitas doenças cardiovasculares, tais como o acidente vascular cerebral (AVC) e o infarto.

Publicidade

Os números elevados demonstram que não há conscientização da população sobre esta patologia, nem mesmo as políticas públicas de saúde têm sido eficientes, já que os números aumentam de tempos em tempos e as regras se tornam mais rígidas.

É preciso lembrar que o Sistema único de Saúde brasileiro (SUS) tem caráter preventivo, ou seja, deve priorizar a prevenção de doenças e outros agravos de saúde.

Cuide de seu coração: conheça algumas medidas preventivas

Sócrates já mencionava a seguinte máxima “conheça-te a ti mesmo”. É isso mesmo, conhecer o seu corpo, o seu estado de saúde mediante um simples exame.

Em se tratando de colesterol ruim (LDL) basta um exame de sangue que um médico pode prescrever. É importante levar ao conhecimento do médico se há histórico familiar de colesterol ruim.

Por outro lado, algumas medidas podem ser eficazes e são conhecidas da comunidade científica.

Publicidade

veja:

* Consumo de linhaça: A linhaça combate o envelhecimento devido à vitamina E, além de concentrar ômega – 3 e ômega – 6. Há estudos que comprovam benefícios da linhaça em relação ao câncer de mama;

* Alimentação equilibrada: A ingestão de três refeições diárias com variedades de vegetais e proteína sem excesso e muito peixe;

* Ingestão de líquidos: Hidratar-se bem mantém o metabolismo do corpo equilibrado. A ingestão de líquidos proporciona bom funcionamento renal. Há também chás específicos para prevenção do colesterol;

* Prática de exercícios físicos: O exercício não é aquele do seu trabalho diário. É aquele que tem a finalidade exclusiva de cuidar do corpo, com alongamentos prévios, concentração e respiração adequada;

* Consultas médicas regulares: O médico é um forte aliado na prevenção. Nunca deixe para depois, o acompanhamento de um profissional pode esclarecer dúvidas e ganhar tempo na luta contra o colesterol.

Por fim, a conscientização é um grande aliado. Por isso, conversar com amigos, parentes e médicos é sempre engrandecedor e pode ajudar a salvar a vida de muitas pessoas.