Publicidade
Publicidade

É muito importante que as pessoas optem por se protegerem quando decidirem ter relações íntimas com outra pessoa. Quando se mantém relações íntimas sem a devida proteção, as pessoas ficam expostas a inúmeras DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) entre elas o #HIV.

O HIV é uma doença que ataca diretamente o sistema imunológico das pessoas. A pessoa infectada por esse vírus apresenta alguns sintomas. Muitas pessoas podem estar com HIV e nem sabem. Por isso, é muito importante que você fique atento a alguns sinais e se você apresenta um ou mais sintomas é muito importante que você tome a decisão de procurar um profissional na área de saúde e faça logo o seu exame.

Publicidade

É preciso que você tenha acompanhamento de um médico especializado para conseguir ‘controlar’ a doença. Vale lembrar que, o quanto antes a pessoa começar o tratamento [VIDEO], maiores são as chances de sucesso no controle desse vírus.

Confira logo abaixo quais são os sintomas da doença.

Primeiros sintomas

Os primeiros sintomas começam a aparecer logo após completar 21 dias de exposição ao vírus. Muitas vezes, as pessoas podem confundir esses sintomas com uma pequena infecção ou uma pequena gripe. Os sintomas são: dor de cabeça, gânglios linfáticos inchados, dor de garganta, febre, fadiga, cansaço, erupção cutânea.

Esses sintomas podem indicar que a pessoa esteja com a síndrome retroviral aguda.

Sintomas que indicam uma infecção avançada

Muitas pessoas nem imaginam, mas após os primeiros sinais, os sintomas podem ser apresentados novamente após uma década.

Publicidade

Existem casos em que isso pode ocorrer antes, porém, em alguns casos, os sintomas só aparecem novamente após 10 anos da fase inicial de infecção.

Porém, o fato de alguém não ter apresentado nenhum tipo de sintomas por uma década, não significa que nada estava acontecendo no corpo dessa pessoa. Nesse período, o vírus da imunodeficiência se multiplica e vai destruindo os glóbulos brancos que também são conhecidos como células da imunidade ou CD4+. São essas as células responsáveis por controlar nosso sistema imunológico para que ele nos proteja de doenças.

Com a destruição dessas células, nos tornamos mais vulneráveis a contrair outras doenças infecciosas. Um ser humano que tem essas células destruídas se torna uma pessoa muito mais propensa a contrair doenças infecciosas do que uma pessoa que não tem o vírus do HIV [VIDEO].

Sintomas da fase final de infecção

Os sintomas são: suores noturnos, cansaço, calafrios, tosse seca e falta de ar, febre com temperatura superior a 38 graus Celsius por várias semanas, vômitos, náuseas, cólicas abdominais, perda de peso, bolhas brancas no ânus, na boca e na língua por causa da herpes, gânglios inchados provocando dor de garganta e causando uma grande dificuldade na hora de ingerir alimentos, problemas de visão, confusão mental e problemas de memórias. #DST #Síndrome de imunodeficiência