Publicidade
Publicidade

Você já se deparou com alguma situação ou fenômeno para o qual não foi capaz de encontrar uma explicação lógica? Saiba que você não está sozinho. Na #Natureza, ainda há uma série de fenômenos para os quais nem mesmo os cientistas têm respostas completas e definitivas.

Os fenômenos listados, a seguir, vêm sendo observados por milhares de pessoas, e alguns têm sido estudados pela #Ciência há alguns anos, no entanto, ainda não há qualquer explicação totalmente convincente para eles. Confira quais são estes fenômenos:

Geleia de estrelas

Essa estranha substância já foi encontrada em árvores ou na grama.

Publicidade

Translúcido e gelatinoso, este material evapora facilmente, mas não pode ser classificado como granizo, neve ou chuva. Apesar disso, algumas pessoas relatam ter visto a substância caindo do céu.

A parte mais curiosa é que este material não apresenta qualquer traço de DNA animal ou vegetal, levando a maioria das pessoas a crer que ele venha de estrelas moribundas. Os primeiro relatos a respeito da tal substância datam do século 14. Naquela época, os médicos costumavam utilizar este material gelatinoso – que eles batizaram de ''coisas de estrela'' – no tratamento de diversas enfermidades.

O Taos Hum

Um curioso fenômeno pode ser observado por aqueles – nem todos – que visitam a cidade de Taos, no Novo México.

Publicidade

O ''Taos Hum'' é uma espécie de zumbido que apenas 2% da população consegue escutar.

Um detalhe: cada pessoa descreve o som de forma diferente. O primeiro relato a respeito do ''Taos Hum'' foi registrado em 1990. O ruído pode ser ouvido, porém jamais captado por nenhum tipo de equipamento. Além disso, não há gravações do zumbido, é como se ele, na verdade, não existisse.

O ''Taos Hum'' foi investigado pela Universidade do Novo México, mas, até hoje, não foi encontrada nenhuma explicação plausível para o zumbido.

O ''céu de sangue'' de Chalchuapa

Em 2016, os habitantes da cidade de Chalchuapa, em El Salvador, presenciaram um evento bastante curioso e, até mesmo, assustador. Uma intensa luz vermelha tomou os céus da cidade por cerca de 1 minuto para, logo em seguida, desaparecer, deixando apenas uma luz de brilho cor de rosa sobre a cidade.

Publicidade

Na ocasião, os moradores da cidade cogitaram de tudo, de contatos extraterrestres ao Apocalipse. Duas hipóteses foram levantadas para tentar explicar este estranho fenômeno: a primeira aponta que o efeito avermelhado nos céus seria apenas uma espécie de ''efeito colateral'' das intensas chuvas que haviam ocorrido no local, mas, como este fenômeno jamais havia ocorrido antes, esta hipótese foi logo descartada.

A segunda possibilidade aponta para um incêndio nas proximidades, que teria sido refletido nas nuvens. O evento, no entanto, segue sem uma explicação definitiva.

Cidade flutuante

No dia 21 de abril de 2017, um estranho fenômeno assustou os moradores da cidade de Jieyang, na China. A imagem de uma cidade, com diversos prédios de formato bastante definido, surgiu ''flutuando'' sobre as nuvens que encobriam o local. O evento deixou as pessoas apavoradas, apesar de aquela não ter sido a primeira vez que algo do tipo havia sido registrado na China. Cerca de 6 anos antes, 5 fenômenos semelhantes foram registrados em outras cidades chinesas.

Os teóricos da conspiração chegaram a afirmar que a projeção da cidade nas nuvens havia sido produzida para testar a segunda fase do chamado ''Projeto Blue Beam'', um projeto da NASA juntamente com o governo norte-americano que se utilizaria de miragens para manipular a população mundial e implementar uma ''nova ordem mundial''.

No entanto, a explicação mais plausível encontrada para o evento foi a de que este se tratava apenas do produto de uma ilusão ótica que os cientistas chamam de ''Fata Morgana''. Quando uma camada da atmosfera está quente, mas a camada inferior permanece fria, essa diferença na temperatura produz densidades diferentes; já quando um raio solar passa de uma camada para a outra, este é refratado e seu ângulo é desviado, gerando reflexos de imagens fora do local onde elas realmente deveriam estar.

Este efeito poderia ser uma consequência da grave poluição do ar observada na China.

Nuvens Morning Glory

Essas enormes e estranhas nuvens são chamadas de Morning Glory (Glória da Manhã) e podem chegar a mais de 965 quilômetros de extensão, no formato de grandes tubos de aspecto ameaçador. Embora bastante raras, podem ser eventualmente observadas na Austrália, em geral, quando as estações estão transitando entre períodos de seca para períodos de chuvas.

Ainda não se sabe ao certo como e nem o porquê de estas nuvens assumirem este formato, mas alguns cientistas creem que elas sejam fruto de uma combinação entre a mudança no padrão de umidade do ar e a brisa do mar.

E você, já conhecia algum destes fenômenos? Conte para nós nos comentários. #lista