Publicidade
Publicidade

Recentemente, uma pesquisa realizada pela UNAids, órgão das Nações Unidas responsável pelo controle da epidemia da doença, indicou que, ao contrário do resto do mundo, os casos aumentaram cerca de 3% no Brasil. Nos demais países, os casos de contaminação da doença diminuíram em 11%.

Isso levou a sociedade a repensar a prevenção e o uso da camisinha durante as relações sexuais, que é primordial na hora de evitar a contaminação. É essencial que o Brasil passe a discutir mais o assunto, uma vez que, devido ao tabu criado em torno dele, os casos só tendem a aumentar, principalmente entre os jovens.

Informações importantes

Muita gente não sabe, no entanto, que é imprescindível conhecer alguns dos sintomas da doença a fim de que a ida ao médico possa acontecer o quanto antes, evitando assim uma possível piora no quadro clínico do infectado.

Publicidade

A #AIDS é causada através da contaminação com o vírus #HIV, sendo o estágio mais grave da doença. Os principais sintomas da contaminação são:

  • Mal-estar;
  • Febre;
  • Tosse seca;
  • Dor de garganta;
  • Sudorese, principalmente noturna;
  • Inchaço nos gânglios linfáticos;
  • Dores nos músculos e também nas articulações;
  • Cansaço, fadiga, perda de energia;
  • Perda de peso;
  • Candidíase;
  • Manchas no corpo;
  • Diarreia, náusea e vômitos.

Epidemia

Uma epidemia de Aids [VIDEO] foi constatada no Brasil por volta de 1980, fazendo milhares de vítimas no país. Personalidades famosas, tais como Cazuza, Cassia Eller, Renato Russo, Cláudia Magno, Wagner Bello, entre outros, foram vítimas fatais da doença.

Na época, não havia muita pesquisa acerca da doença, que ainda era um tanto quanto nova e desconhecida pelos médicos. No entanto, hoje em dia, embora a medicina esteja bem mais avançada, muitos jovens ainda são vítimas da doença, que, além de terem que enfrentar muito estigma e preconceito, também lidam diariamente com o mal-estar que a baixa imunidade proveniente da doença causa, impedindo-os, assim, de viver o seu dia a dia normalmente.

Publicidade

A falta de informação acerca da importância do uso da camisinha também é um fator que contribui para o aumento no número de contaminações.

Uma solução

Para impedir que as pessoas continuam a serem contaminadas por esse vírus tão perigoso, é fundamental que todos sejam ensinados, desde a adolescência, sobre a importância da prevenção adequada durante o ato sexual. A mídia também é uma importante aliada ao disseminar informações de prevenção da doença [VIDEO].

Caso alguns dos sintomas presentes sejam percebidos, é de extrema importância que a pessoa visite um médico imediatamente, a fim de receber o tratamento adequado. #doenças sexualmente transmisiveis