Uma forma simples e bem didática de explicar a diferença entre #Diabetes Tipo 1 e Tipo 2 é dizer que o conceito de diabetes é a falta de produção de #insulina. O pâncreas é o órgão responsável pela existência desse hormônio no nosso organismo. No pâncreas, existem as células responsáveis por essa produção e elas são chamadas de Ilhotas de Langerhans.

E o que faz a insulina?

A insulina é responsável por alimentar todas as células do nosso corpo. Ela é o canal de entrada do açúcar existente no sangue para as células. Ou seja, ela funciona como uma porta de abertura para que o açúcar entre e a célula possa se alimentar e perpetuar.

Publicidade
Publicidade

Com a falta da insulina, as células não se alimentam e o açúcar fica presente no sangue em maior quantidade. As células vão fazer de tudo para conseguir se alimentar. Por isso, a pessoa sente muita cede, emagrece e os órgãos ficam debilitados.

Diabetes Tipo 1

No diabético TIPO 1, o pâncreas não tem mais a capacidade de produzir a insulina, as Ilhotas de Langerhans não a produz mais, por isso, o diabético precisa tomar as injeções de insulina para o resto da vida. Além disso, precisa fazer todo o controle com alimentação e exercícios. Geralmente esse tipo de diabetes surge na infância e/ou adolescência. Algumas pessoas já nascem assim ou tem a disposição genética e, por algum motivo, a doença se manifesta com o passar dos anos (até os 20 anos de idade aproximadamente).

Diabetes Tipo 2

Já no diabético TIPO 2, o pâncreas, por algum motivo, ficou preguiçoso, as Ilhotas de Langerhans não produzem a quantidade suficiente de insulina que o organismo precisa.

Publicidade

Isso pode ocorrer devido ao excesso de peso ou algum outro problema de #Saúde. Nesse caso, é possível estimular o pâncreas. E como isso é feito? Pode ser através de dietas, atividades físicas e medicamentos orais. Esses medicamentos estimulam as células das Ilhotas de Langerhans na produção da insulina. Mas, vale ressaltar que se o diabético Tipo 2 não controlar a glicemia, a longo prazo, o pâncreas pode ir à falência e não produzir mais insulina. Assim, será necessário incluir a insulina através das injeções.

O Diabetes Tipo 2 geralmente se manifesta a partir dos 30 anos de idade.

Por isso, não existe diabetes forte ou fraca, diabetes alta ou baixa, diabetes boa ou ruim. Diabetes tipo 1 ou diabetes tipo 2 precisa de cuidados especiais, dietas e controle rigoroso. Em ambos os casos a atividade física é fundamental. A falta do controle pode causar problemas irreversíveis como perda de visão, falência dos rins, problemas cardíacos, impotência sexual e várias outras complicações para a Saúde.

Fique de olho nas próximas publicações.