Publicidade
Publicidade

Os casos de resfriados e doenças infecciosas estão cada vez mais frequentes em todo o país. Em creches e escolas, as infecções se alastram em uma velocidade surpreendente. Mesmo com a maioria das crianças já vacinadas contra algumas epidemias mais comuns, os patógenos das doenças infecciosas mudam com frequência [VIDEO].

Houve um aumento preocupante das doenças causadas por um vírus resistente. A estomatite enteroviral vesicular, popularmente conhecida por 'mão-pé-e-boca', tem causado nos últimos dias uma proliferação de modo epidêmico. Especialistas alertam, pois é considerável que este ano tenha um recorde de casos dessa doença [VIDEO].

Publicidade

Segundo a pesquisa feito pelos especialistas, mais de 30 mil pessoas foram infectadas no período de uma semana na China.

Para aqueles que desconhecem a doença, os sintomas são semelhantes aos dos resfriados, acompanhados com dores de garganta e febre. O grande detalhe e diferencial é que esse vírus também traz consigo manchas vermelhas nas mãos, nos pés e também na cavidade bucal. Essas manchas são semelhantes às de picadas de mosquitos. Existem casos em que podem surgir úlceras em outras partes do corpo, incluído a região genital.

Por que este vírus tem se alastrado?

Tudo ocorre devido a doença ser muito contagiosa, de modo que se transmite com facilidade. A transmissão é feita através do muco ou da saliva do enfermo. Na maioria das vezes, a transmissão ocorre com beijos ou até mesmo um simples aperto de mão, caso o enfermo tenha passado as mãos em seu nariz ou boca.

Publicidade

Diante disso, a propagação desta enfermidade acaba sendo muito rápida em instituições de ensino, onde o número de crianças é bem maior, consequentemente o contato com o muco e saliva é maior. Deve-se alertar que em relação a lanches e bebidas, a atenção deve ser redobrada. A enfermidade acaba afetando em maior número, pessoas com baixa imunidade, por essa razão, idosos também podem estar vulneráveis ao vírus.

Considerado um vírus extremamente chato por deixar marcas pelo corpo, ele de modo algum pode ser considerado uma doença perigosa. Tudo o que o organismo necessita é no máximo duas semanas de vencer a enfermidade. Mas, em casos do surgimento dos sintomas, o recomendado é sempre procurar um médico, que apresentará um diagnóstico. Ele passará instruções de como se comportar para não contagiar outras pessoas.

O auxílio médico, de modo algum deve ser descartado, pois o vírus pode causar complicações graves. Em raras ocasiões, o vírus chegou a causar infecções no cérebro, conhecidas como a encefalite e a meningite. #cuidados #alerta