Algumas atitudes simples do cotidiano podem trazer surpresas indesejadas no momento das relações íntima e até mesmo depois. Mas, fique calma, essas atitudes desagradáveis podem ser facilmente evitadas. Por esse motivo, elaboramos uma lista com várias coisas que você precisa fazer o máximo para evitar antes das intimidades a dois. Confira:

1 – Fazer o uso de medicamentos anti-histamínicos

Os remédios quem tem como finalidade acabar com as alergias, mais conhecidos como antialérgicos, podem acabar ressecando temporariamente as mucosas do corpo. Esses medicamentos têm a função de acabar com a coriza ou excesso de muco, consequentemente, acabam diminuindo a lubrificação da vulva, relata o ginecologista e obstetra Ricardo Luba, que atende no Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros, em São Paulo.

Publicidade
Publicidade

2 – Ingerir determinados alimentos

De acordo com informações do especialista, a vulva pode sofrer muitas variações no odor devido a diversos fatores, como equilíbrio dos fungos e bactérias que vivem nessa região, pH do local, fase menstrual, higiene e a alimentação. Alimentos que contêm ácidos em sua composição, como frutas cítricas e carnes vermelhas, podem alterar o sabor e o aroma do sistema reprodutor das mulheres [VIDEO], segundo Luba.

Para que a vulva fique sempre com a saúde em dia, ele indica para que as mulheres tenham o hábito de consumir iogurtes ricos em probióticos e lactobacilos, que têm como função ajudar no equilíbrio do pH e deixar a região imune às infecções vaginais, como, por exemplo, a candidíase. De acordo com o ginecologista, é fundamental que as mulheres bebam bastante água, chás e consumam frutas e fibras que também auxiliam no controle da pH.

Publicidade

3 – Ingerir muita bebida alcoólica

De acordo com estudos realizados na Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, as pessoas que ingerem bebidas com teor alcoólico alto têm muita dificuldade em chegar ao orgasmo durante as relações íntimas. Os homens precisam de um tempo a mais para alcançar o clímax, enquanto o gênero feminino precisa de mais estímulos.

O especialista explica porque isso acontece. ‘’O álcool possui um efeito que corta totalmente os estímulos excitatórios. Por esse motivo a pessoa fica com mais dificuldade em alcançar o orgasmo’’, afirmou.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante e nos ajuda a debater temas de relevância para a nossa sociedade. #Notícias curiosas #Comportamento