Publicidade
Publicidade

O #Câncer de mama é o tipo de câncer mais comum e o que mais mata mulheres [VIDEO] em todo o mundo. Uma campanha mundial foi criada para informar e esclarecer mulheres sobre a importância dos exames de prevenção.

A Fundação Susan G. Komen for the Cure lançou, em 1990, em Nova York (EUA), a campanha laço cor-de-rosa, com ações voltadas à prevenção do câncer de mama, mas somente no ano de 1997 é que a campanha começou a ganhar força e várias entidades dos Estados Unidos se juntaram para esclarecer as pessoas sobre o risco, tratamento e prevenção da doença.

Neste ano em todos os estados americanos, locais públicos, ruas e grandes magazines foram enfeitados e decorados com laços cor-de-rosa, oficializando assim o “#outubro rosa”.

Publicidade

O dia 19 de outubro é marcado como o Dia Internacional do Câncer de Mama, quando é comum ver monumentos famosos em todas as cidades do mundo, decorados ou iluminados com a cor rosa. O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; a Torre Eiffel, em Paris; o Empire State, em Nova York; e o Burj Khalifa, em Dubai, são alguns dos monumentos que ficam iluminados com a cor da campanha.

A corrente de prevenção com informações e popularidade da campanha alcançou todo o mundo, motivando povos de diferentes nações a se sensibilizarem com uma causa tão nobre. O Brasil aderiu à campanha do “Outubro Rosa” em 2002, iluminando de rosa o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), mais de 57 mil mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama no Brasil no ano de 2016.

Publicidade

Vale lembrar que mesmo sendo muito raro, homens [VIDEO]também podem ser afetados com este tumor.

Prevenção contra o câncer de mama

Fazer exames com frequência é muito importante, pois este tipo de enfermidade não apresenta nenhum sintoma específico na sua fase inicial. Só é possível detectá-lo precocemente com o autoexame e a #mamografia, quanto mais cedo o câncer for identificado, mais alta é a possibilidade de cura com o tratamento.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que mulheres a partir dos 40 anos façam o exame de mamografia uma vez por ano, porque nem sempre a doença é detectada no estágio inicial com o autoexame. Um estudo feito pelo Inca entre os anos de 2000 a 2009 revelou que 88,3% das mulheres que descobriram a doença no seu estágio inicial obtiveram sucesso com o tratamento e ficaram curadas.

Tratamento do câncer de mama

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no mundo. Segundo a Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, este tumor afetou cerca de 1,6 milhão de mulheres ao redor do mundo no ano de 2012. A cada 4 mulheres diagnosticadas com câncer, 1 é de mama. Um número preocupante.

O SUS (Sistema único de Saúde) oferece o tratamento contra o câncer de mama dede 2012, de acordo com uma lei aprovada pelo Congresso Nacional. A lei é clara e diz que após o diagnóstico da doença, o tratamento deve começar no prazo máximo de 60 dias.