Publicidade
Publicidade

Algumas mulheres, ainda na mocidade, quando tem a sua primeira menstruação, aprendem que devem passar a frequentar regularmente ao ginecologista, pois essa prática torna-se essencial para que se evite uma infinidade de problemas de saúde, que muitas das vezes, se não for cuidada, pode resultar em sérios problemas irreversíveis.

Muitas das mulheres acabam atraindo diversas dúvidas nesse período de consultas, porém, todas são logo esclarecidas pelo profissional de saúde. Nesse artigo, vamos te informar, sete coisas que provavelmente seu ginecologista não deseja que você volte a fazer.

Saúde íntima: confira alguns erros que você deve evitar fazer

  1. Em hipótese alguma você deve ficar em atraso ao ginecologista. Na maioria das vezes, isso acontece por medo ou até mesmo constrangimento. Algumas mulheres chegam a alegar que lhe faltam tempo, porém, acabam marcando a consulta apenas quando lhe surge um problema, o que não é o indicado pelos profissionais, que já adiantam que essa consulta deve ocorrer periodicamente sem atrasos.
  2. Nunca espere começar a ser uma pessoa ativa na vida sexual para começar a ir ao ginecologista, pois essa prática também é um erro grave que muitas acabam cometendo. Vale ressaltar que a adolescente deve começar a se preocupar com a saúde íntima ainda cedo, para que logo seja esclarecida contra algumas dúvidas. Esse processo ajuda também para que possa se acostumar a se sentir mais confiante e confortável nas consultas.
  3. Sabe-se que falar sobre intimidades, relações sexuais e problemas na região íntima não é, de fato, algo que agrada a uma #Mulher, mas o que não pode acontecer é ter vergonha de contar problemas ou ainda esconder situações que pode prejudicar sua saúde íntima. Coloque na sua mente que os #ginecologistas estão acostumados a lidar com situações semelhantes todos os dias e de nenhum modo irá te julgar por seus hábitos ou atitudes.
  4. Os profissionais da saúde ficariam felizes em saber que a mulher parou de comprar produtos supostamente “incríveis” para a limpeza da região íntima. Alguns cosméticos perfumados ou até mesmo não desenvolvidos para a vagina podem trazer sérias consequências a flora vaginal, que pode desenvolver o surgimento de fungos e bactérias. Os ginecologistas são sempre claros neste quesito e indicam que apenas água e sabão neutro são suficientes para uma boa higiene íntima [VIDEO].
  5. Você também deve entender que os ginecologistas não se preocupam se você adere uma depilação íntima. Portanto, saiba que não existe necessidade de se desculpar por não ter removido os pelos de virilha [VIDEO].