O governo do estado de Minas Gerais, em parceria com a secretaria de #Educação do estado, abriu concurso público para ensino regular. As vagas serão para professores da rede pública através das carreiras de Assistente Técnico de Educação Básica, Especialista em Educação Básica e Professor de Educação Básica do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Educação, observados os termos da Lei Estadual n.º 15.293, de 05 de agosto de 2004.

Para esse concurso há vagas para professores nas áreas de Pedagogia, Educação artística, Biologia/Ciências, Educação física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua estrangeira: Espanhol, Língua estrangeira: Inglês, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia.

Publicidade
Publicidade

Para todas as vagas pretendidas há cargas horárias de 8 (oito) a 24 (vinte e quatro) horas semanais, e todas exigem diploma de licenciatura na área que deverá atuar. O salário será de acordo com a quantidade de horas aula que você concorrer, mas a média é de 1.400 reais.

A inscrição deve ser realizada no período do dia primeiro de fevereiro de 2015, através do site do IBFC. O investimento para esse concurso será de acordo com a vaga pretendida. Dentre elas, candidatos para professores deverão pagar 40 reais na inscrição. Lembrando que é possível pedir a isenção desse valor em certos casos, como está estabelecido no edital do concurso.

A prova será de múltipla escolha, na qual haverá questões de língua portuguesa, matemática, direitos humanos (perfazendo 50% da pontuação) e os conhecimentos específicos da área (perfazendo os demais 50%).

Publicidade

As vagas estão distribuídas em diversas cidades de Minas Gerais e a prova será realizada de acordo com o local onde a vaga é pretendida.

Vale salientar que parte do concurso prevê avaliação de títulos, apenas de caráter classificatório, e o salário também poderá sofrer após o ingresso mudanças (sempre para mais), de acordo com a formação do candidato.

Embora a remuneração a princípio possa não parecer muito atraente, vale a pena lembrar que há plano de carreira, e que diferenciais como certificados e diplomas podem mudar substancialmente o valor dos vencimentos.