O Instituto Mamirauá lançou mais um edital para a seleção de um bolsista. Dessa vez, o candidato tem que ter interesse em atuar na "Pesquisa de agentes patogênicos em pequenos mamíferos e #Animais domésticos das comunidades da RDSA e RDSM". O #Trabalho será desenvolvido no Amazonas, mais precisamente na cidade de Tefé. A bolsa paga será da modalidade PCI-D pelo CNPq.

Quem pode participar da seleção

Podem participar profissionais com formação completa em medicina veterinária e/ou ciências biológicas. Devem ter experiência em coleta de amostras biológicas e em medicina da conservação ou manejo e captura de animais silvestres.

Publicidade
Publicidade

O selecionado não terá vínculo empregatício e precisará se dedicar por tempo integral.

Embora não seja obrigatório, é interessante que a pessoa tenha experiência na região amazônica, vivência em comunidades rurais envolvidas com Unidade de Conservação e facilidade de interação com os moradores da região. É desejável que tenha noção básica de informática, facilidade de trabalhar em grupo, disponibilidade de trabalhar a campo em locais rústicos e fora do horário convencional de trabalho, além de saber ler textos em inglês para poder traduzir e/ou compreender trabalhos científicos. Candidatos que já tenham atuado com capturas de animais, medicina de conservação o que já tenham vivência no ambiente amazônico terão preferência durante o processo seletivo.

Trabalho e remuneração

O selecionado atuará junto à equipe de medicina veterinária do local, especialmente no projeto supracitado.

Publicidade

Fará captura, contenção e coleta de amostras de animais da fauna local, irá produzir artigos científicos e terá contato direto com os moradores da região para entrevista.

O deslocamento do candidato da sua cidade até Tefé é por conta do Instituto Mamirauá. Caso o bolsista fique até o final do trabalho, o Instituto pagará também a passagem de volta à cidade de origem. Quando o bolsista tiver trabalhado a campo o projeto custeará transporte, alimentação e alojamento. Além disso, a pessoa receberá a bolsa que, de acordo com a Resolução Normativa 041/2013 do CNPq pode variar entre R$ 2.200,00 e R$ 4.000,00, conforme a escolaridade e experiência prévia.

As inscrições estão abertas e serão aceitas até o dia 18 de fevereiro de 2015. A lista de documentos e e-mail de contato está disponível no edital publicado no site do Instituto Mamirauá. Lá é possível obter maiores informações.

Veja aqui a vaga para bolsista em projeto com botos do mesmo instituto e também a seleção de bolsista para trabalhar com felinos.