A manhã desta segunda-feira (02/02) é de muita expectativa para quem está inscrito para concorrer à bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos), pois o MEC divulga a lista com a primeira chamada.

Os aprovados nessa primeira chamada têm até o dia 9 de fevereiro para ir até a instituição para a qual foram aprovados, munidos dos documentos de comprovação das informações da ficha de inscrição:

  • Documentos de identificação do candidato e dos membros de seu grupo familiar;
  • Comprovantes de residência;
  • Comprovantes de rendimentos*;
  • Comprovante de separação, divórcio ou óbito dos pais;
  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia;
  • Comprovantes de ensino médio;
  • Comprovante de professor da #Educação Básica, se for o caso;
  • Comprovante de deficiência, se for o caso.

* Professores que são do quadro permanente da rede pública e que concorrem a cursos de licenciatura, não precisam comprovar renda.

A próxima lista de aprovados será divulgada no dia 19 de fevereiro.

O Prouni oferece bolsas para o ensino superior em universidades privadas, com base em notas do Enem. Para 2015, há 213.113 bolsas para serem ofertadas, sendo que 135.616 são integrais e o restante parciais, em 1.117 instituições privadas de ensino superior.

As inscrições este ano ultrapassaram as de anos anteriores e bateram o recorde, com mais de 1,3 milhão de inscritos. Os cursos que encabeça a lista dos mais procurados são: Administração, com mais de 230 mil inscritos, Direito, com pouco mais de 208 mil inscritos e Pedagogia, com mais de 119 mil inscritos.

Os estudantes que não foram selecionados podem participar da lista de espera, nos dias 2 e 3 de março.

Sobre o Programa

O Programa Universidade para Todos é voltado à inserção de estudantes de baixa renda em cursos de graduação em universidades privadas, através de bolsas de estudos integrais ou parciais. Podem inscrever-se estudantes que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, do ano anterior, e que tenham obtido no mínimo 450 pontos na médias das notas das provas, e que não tenham zerado a redação.