Após a copa do mundo, em 2014, o Brasil se prepara para mais um momento histórico no esporte, pois em 2016 o Rio de janeiro sediará os jogos olímpicos. O processo seletivo para compor o quadro de profissionais e voluntários dos #Jogos olímpicos já está aberto. São 70 mil vagas para voluntários, 85 mil terceirizados e 8 mil funcionários efetivos. As inscrições para voluntários já estão encerradas desde dezembro do ano passado.  Milhares de pessoas se inscreveram e ainda é possível colocar o nome em lista de espera. 

As cidades que mais receberam inscrições foram Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte e elas também terão centros de fixos de treinamento.

Publicidade
Publicidade

Mais 11 capitais receberão postos itinerantes de seleção, inclusive a capital da república cuja previsão é de um quadro de 1,5 mil voluntários trabalhando que poderão atuar nas partidas de futebol no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.   

A data agendada para abertura dos jogos é 5 de agosto de 2016 e a população já está interessada em garantir a participação ao grande evento. Para quem está desempregado é uma excelente chance de obter uma oportunidade futura no mercado de trabalho e, para quem está iniciando, também é uma chance de obter experiência, tanto técnica quanto comportamental, uma vez que desenvolve o trabalho em equipe, liderança e permite troca de vivências.

Os interessados podem cadastrar o currículo para a vaga desejada no portal Rio2016 e se o perfil corresponder ao da vaga, passará por um processo seletivo conduzido pelo Rio 2016, isenta da cobrança de taxa.

Publicidade

Os selecionados poderão atuar em diversas cidades brasileiras.

O país novamente entra em estado da arte do esporte e já começa a se preparar com diversos tipos de tecnologia e investimento em cursos de formação.  A estimativa para treinar os voluntários selecionados é de cerca de 1,8 mil cursos diferentes e 200 professores. Só no Rio de Janeiro mais de um milhão de pessoas terão aulas de inglês e a capacitação iniciou na terça-feira (24).

Pela quantidade de pessoas trabalhando em prol dos jogos olímpicos, a probabilidade de ser um sucesso para o Brasil é grande, principalmente se depender do Neymar, que deseja fazer história e conquistar o primeiro ouro olímpico do futebol brasileiro.