O maior Banco da América do Sul, o Banco do Brasil, realizou há menos de um mês um concurso para 2.499 vagas, com o objetivo de formar cadastro reserva em vários estados do país; a saber: Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Maranhão, Roraima, Rondônia e Amazonas. As provas foram aplicadas no dia 15 de março.

Agora está previsto um novo concurso - para o mesmo cargo (escriturário) - só que voltado a outras regiões do Brasil. O edital para o concurso do Banco do Brasil deverá ser publicado até maio deste ano. O certame é aguardado por milhares de pessoas, especialmente pela sua remuneração, pela boa possibilidade de aumento salarial em um período relativamente curto e da carga horária da função (30 horas semanais).

Publicidade
Publicidade

O próximo concurso contemplará estados nos quais a seleção anterior não disponibilizou vagas: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Amazonas (parte do estado foi incluído no último concurso), Minas Gerais, Santa Catarina (que assim como o Amazonas teve vagas abertas na última concorrência) e Espírito Santo.

A concorrência será para o cargo de Escriturário. Os candidatos deverão ter, no mínimo, o ensino médio completo. A prova do último concurso do Banco do Brasil teve 70 questões objetivas, além de redação.

A remuneração chega até R$ 3.280,42 por mês (contabilizando o salário, vale-refeição, ajuda alimentação, vale cultura). Há chances de aumentar consideravelmente os ganhos após um ano de serviço. O próximo edital deve ser idêntico ao anterior, logo a consulta do mesmo é uma boa opção para quem busca se preparar antecipadamente para as provas.

Publicidade

Já o concurso para o Conselho Federal de Administração ainda está com as inscrições abertas. É possível se candidatar até o dia 22 de abril de 2015.

Há muitos processos seletivos com inscrições abertas no país. Para conferir os concursos com maior número de vagas acesse aqui.

Outros concursos muito aguardados que estão próximos de divulgarem seus editais são o do INSS e o do IBGE. #Trabalho