Divulgado na quarta-feira (22) no Diário Oficial da União a autorização do concurso público destinado ao provimento de 220 #Vagas na Funai (Fundação Nacional do Índio). A Portaria nº 85, lançada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), passa a exigir dos candidatos interessados no concurso nível superior para todos os cargos, sendo destinadas 7 vagas para Engenheiro Agrônomo, 208 vagas para Indigenista Especializado e 7 vagas para Engenheiro.

O edital tem prazo de 6 meses para ser lançado a partir da data da publicação da portaria de autorização do concurso, que poderá ser até outubro deste ano.

Dependendo dos cargos, a remuneração inicial, já incluindo gratificações, pode chegar a R$ 8.484,53, sendo esta base salarial para o cargo de Indigenista Especializado.

Publicidade
Publicidade

A grande vantagem de fazer parte do quadro de pessoal do órgão é a possibilidade de ser promovido, podendo ser por progressão funcional, por nível de capacitação, por titulação profissional e também por Mérito Profissional.

Os candidatos aprovados nas respectivas vagas estarão condicionados à existência das mesmas na data da nomeação, implicando do prévio repasse do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; e à adequação orçamentária e financeira em que os novos cargos nomeados trarão ao respectivo ordenador da despesa.

O último concurso do órgão ocorreu em 2010, os aprovados foram lotados em 14 estados brasileiros. Na época foram oferecidas 425 vagas, tanto para nível fundamental, médio e superior. Os salários variaram de R$ 3080,38 até R$ 4.085,28. A empresa que participou da elaboração do certame foi a Cetro Concursos.

Publicidade

Segundo divulgado e sancionado pela Presidência da República, através da Lei nº 13.115/2015, o Orçamento da União em 2015 fixou despesas para a abertura de 45 mil vagas no quatro de pessoal dos três poderes (Legislativo, Judiciário e Executivo) e outras 27 mil poderão estar sendo oferecidas no decorrer do ano.

Para os concurseiros de plantão esta é uma excelente oportunidade, com a autorização definida, interessados já podem planejar um plano de estudo com base em editais anteriores. #Trabalho