Devemos ter em mente que, para atingir a aprovação em um processo seletivo, não adianta somente sentar numa cadeira e estudar o máximo que puder, é preciso um planejamento, uma estratégia. 

Conheça as melhores #Dicas para concursos públicos:  

Tempo até a prova?

Essa pergunta é vital para o seu planejamento. Você tem de programar seu estudo de uma maneira que você consiga ter estudado todo o conteúdo da prova até o dia de realiza-la. É a maneira de você saber quantas horas por dia/semana você precisa estudar. Por exemplo, se sua prova será daqui a um ano, cerca de 5h por dia serão o suficiente, podendo até revisar todo o conteúdo por mais de uma vez, caso o mesmo não seja muito extenso.

Publicidade
Publicidade

Por outro lado, se tiver somente 3 meses, a carga horária de estudo deverá ser maior.

Se você tem bastante tempo livre, tire proveito disso e estude o máximo que puder, pois muitos concurseiros trabalham e não possuem muito tempo para estudar.

Fonte de estudo?

Há pessoas que preferem estudar como autodidatas, através de livros e apostilas, outras preferem cursos preparatórios. O importante é pesquisar as melhores fontes. Por exemplo, se você vai estudar por livros, procure por recomendações, veja os mais vendidos e leia comentários sobre eles. Se possível, baixe alguma edição antiga do livro pela internet antes de comprar a versão atual, para ter uma noção de como é a obra. Caso procure por cursos, pesquise os que mais aprovam, os melhores professores, além disso, assista aulas gratuitamente.

Publicidade

Não posso deixar de mencionar também a internet. Nas redes sociais e nos fóruns já existem diversos grupos de estudos, tanto para os concursos em si, quanto para as matérias separadamente.

O que devo estudar mais?

Precisamos nos atentar ao seguinte: dentre as matérias que caem na prova, saber quais as que oferecem mais pontos e quais você tem menos familiaridade. Por exemplo, se você é formado em Contabilidade e "Contabilidade Básica" é uma das matérias que caem na prova, você pode deixá-la de lado e dar mais ênfase às matérias que você ainda não conhece.

Fora isso, é de suma importância consultar o #Edital do concurso e ver quais as matérias que darão mais pontos, pois serão elas que farão a diferença. Se você estuda para o concurso do INSS, por exemplo, você deve focar em Direito Previdenciário, pois é a matéria mais cobrada na prova. Se você se sair bem nela, se sairá bem no concurso!

Como estudar?

Thomas Araújo Jorgensen, primeiro colocado no concurso de Auditor Fiscal da Receita Federal de 2012, disse que dividia sua carga horária de estudo em turnos de duas horas cada.

Publicidade

Ele estudava 10h dia sim, dia não, o que resultava em 5 turnos a cada dia de estudo, cada um com uma matéria diferente. O ideal desse método é que você pode variar as matérias durante o dia, tornando assim menos enjoativo. Então, monte uma grade semanal de estudo, dando mais turnos as matérias que você precisa estudar mais.

Existem outros métodos úteis que podem ser seguidos junto à esse. Como por exemplo você gravar um áudio seu lendo a matéria e ouvi-lo durante o dia-a-dia, dentro de um ônibus, ou no intervalo do seu trabalho, o que pode ser feito também com algo para ler.

Essas são as principais dúvidas que aparecem na hora de se preparar para um concurso. Lembre-se de se manter motivado, pois a motivação é como se fosse o combustível do nosso estudo. Pense no porquê de você estar estudando, os frutos que isso te dará. Não desista! #Educação