O edital de um dos concursos públicos mais concorridos de todo o Brasil deve ser lançado ainda no ano de 2015: o próximo processo seletivo para o  INSS - Instituto Nacional do Seguro Social.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão está muito perto de autorizar a abertura de 4.730 #Vagas no INSS. Um dos últimos empecilhos para que a liberação do edital fosse aprovada era o anúncio da presidente do país, Dilma Rousseff, com a previsão do Orçamento de 2015, o que ocorreu no último mês de maio. A partir de agora, o Ministério pode autorizar e liberar a publicação do edital normativo a qualquer momento.

Níveis de ensino 

As oportunidades devem ser para os níveis médio e superior.

Publicidade
Publicidade

Para o nível médio, devem ser oferecidas 2.000 vagas para o cargo de Técnico do Seguro Social, com salário de R$ 5.016,87 e mais R$ 373 de auxílio alimentação. Outras 1.580 vagas de ensino superior devem ser oferecidas para o cargo de Analista do Seguro Social com salários de R$ 7.520,12, contando com o auxílio alimentação. Há também 1.150 vagas para perito Médico Previdenciário com salário inicial de R$ 11.225,00.

Último concurso público do INSS

O último concurso público para o Instituto Nacional de Seguro Social - INSS - aconteceu no ano de 2013, cujo prazo de validade expirou no dia 18 de abril de 2014. Naquela ocasião, foram mais de 164 mil candidatos inscritos em todas as regiões do Brasil. As provas foram aplicadas em 98 municípios de todo o país.

Até o mês de fevereiro haviam sido nomeados aproximadamente 4 mil candidatos aprovados, cerca de 2.500 candidatos a mais do que o número de vagas abertas inicialmente.

Publicidade

Porém, este concurso público não foi o suficiente para completar a demanda de servidores públicos do órgão, que atende uma média de 4 milhões de brasileiros todos os meses e possui mais de 1,5 mil agências em todo o Brasil.

Assim que o edital for lançado as informações estarão disponíveis na página do INSS e também na seção especial de concursos públicos do Blasting News Brasil. #Trabalho #Governo