O programa de bolsa é novo e esse ano tem inscrições até o dia 15 de setembro. A iniciativa é da Fundação Alexander von Humboldt e conta com o apoio da Câmara Brasil-Alemanha, assim como do Consulado Geral da Alemanha.

O país europeu está em busca de jovens líderes brasileiros e por isso está investindo nesses talentos para fazer aperfeiçoamento na Alemanha. O conceito principal por trás do programa - que já vem beneficiando diversos jovens de outros países - é o de fomentar a formação com recursos da Alemanha e promover o intercâmbio multicultural e networking.

Na opinião do Dr. Damian Grasmuck, brasileiros que levam a sério e desejam potencializar suas carreiras têm uma grande chance com o programa.

Publicidade
Publicidade

Ele foi o responsável por realizar uma palestra sobre a bolsa no Brasil, que contou com a participação de mais de 150 pessoas interessadas.

Em função de o Brasil ter começado a participar do programa recentemente, em 2013, ainda é limitado o número de bolsas oferecidas. A ideia, no entanto, acredita o Dr. Damian Grasmuck, é que o programa cresça nos próximos anos e que isso estreite os laços de relação entre Brasil e Alemanha.

O programa Bolsa Chanceler Alemã para Futuros Líderes, além do Brasil, contempla jovens de todos os cantos do mundo, como: Índia, Estados Unidos, China e Rússia. Portanto, são cinquenta jovens que todos os anos têm a oportunidade de realizar os seus projetos - tudo isso patrocinado pela Alemanha.

Requisitos

Ao final da bolsa, espera-se que os bolsistas apresentem seus projetos pessoalmente à chanceler da Alemanha Angela Merkel.

Publicidade

Entre os requisitos para a obtenção da bolsa, estão: possuir inglês fluente (ou alemão) e ter formação superior completa. Também é necessário apresentar uma carta de recomendação para a pesquisa. O investimento mensal da Alemanha em cada bolsista é de 2.150 euros e 2.750 euros - a variação dependerá das qualificações do candidato.

Como bônus, a bolsa ainda oferece cursos de alemão, despesas com a viagem e suporte para a família do bolsista acompanhá-lo. Nos primeiros dois meses de programa os escolhidos participarão de aulas intensivas de alemão e nos meses seguintes eles se encontrarão com os demais bolsistas para desenvolver os seus projetos.

As inscrições para a bolsa já estão abertas no site da fundação. Os escolhidos iniciarão a bolsa em outubro do ano seguinte, 2016.

Confira oportunidades parecidas na Dinamarca e Inglaterra. #Educação #Vagas #Tratamento