A agência especializada na recruta de profissionais para cruzeiros, a International Serviços Marítimos, está abrindo para o segundo semestre do ano 500 vagas, diversas, para o #Trabalho em alto mar. A maioria das vagas se encontram nos setores de cozinha, restaurante, entretenimento e governança cujos contratos podem chegar a oito meses por viagem - caso o funcionário deseje, o contrato pode ser renovado após o período.

A depender da função desempenhada, os salários podem chegar a 3.500 dólares por mês, o que dá cerca de R$ 10.979. As rotas que os cruzeiros farão envolvem passagens pelos Estados Unidos, Caribe, mediterrâneo, e outros países da Europa principalmente.

Publicidade
Publicidade

Entre as empresas que receberão novos funcionários, estão: Pultumantur Cruises, Royal Caribbean, Costa Crociere, Azamara e outras.

Como é o trabalho em cruzeiro

A maioria dos profissionais que participam dessa área trabalha com a manutenção e o atendimento ao público, como garçons ou camareiros, como ajudantes em atividades recreativas ou cleaners. O salário alto atrai pessoas que querem juntar um bom dinheiro em pouco tempo e não têm aversão ao trabalho mais pesado. Para quem gosta da área e deseja subir nela, as chances também são boas já que a experiência conta bastante no ramo.

Requisitos

Algumas das exigências para se trabalhar no cruzeiro são: possuir nível de inglês intermediário (ou seja, ser capaz de compreender ordens e falas em geral, bem como respondê-las). Possuir, além disso, algum conhecimento ou mesmo experiência na área de atendimento ao público conta como um diferencial na hora de contratação.

Publicidade

Inscrição

Não há prazo fixo para inscrição nas vagas. Todos os candidatos interessados no trabalho em cruzeiro devem acessar o site da empresa especializada e cadastrar o seu currículo na área devida.

Confira mais vagas parecidas com essa. A empresa Infinity de cruzeiros abriu 800 vagas para todo o país. Não deixe de conferir oportunidades de trabalho no exterior na área de tecnologia na Austrália, Espanha e Canadá#Educação #Curso