Estudantes de medicina do Centro-Oeste, Nordeste e Norte do Brasil são o foco da nova etapa de criação de #Vagas para o Programa Mais Médicos do #Governo Federal. A intenção do Ministro da Saúde, Artur Chioro, é que a grande maioria das vagas sejam para a formação de especialistas em medicina da família e da comunidade. O anúncio das novas vagas aconteceu hoje em cerimônia na cidade de Brasília/DF. Serão, ao todo, mais de 3000 vagas.

Ato Político

O anúncio se tornou um ato pró-Dilma e antes do discurso da presidente seu nome foi mencionado diversas vezes pela plateia. Além de aliados políticos, estavam presentes muitos médicos cubanos participantes do programa.

Publicidade
Publicidade

O anúncio das mais de 3000 vagas veio em boa hora, pois a prisão de José Dirceu na manhã da última segunda-feira (03) deixou o Partido dos Trabalhadores (PT) ainda mais exposto e frágil em um momento tão importante da Operação Lava-Jato.

Operação Lava-Jato

Os partidários do PT e aliados políticos da Presidente Dilma e do ex-presidente Lula estão ansiosos com os desdobramentos da maior operação da história da Polícia Federal brasileira. Lula seria, de acordo com a revista Veja, o próximo alvo da Lava-Jato (clique e leia a notícia). Léo Pinheiro, executivo da OAS, teria dito em depoimento que o ex-presidente Lula era "operado em Brasília" pela OAS e mantinha fortes ligações com os citados que já estão presos. 

José Dirceu Foi transferido para a sede da PF em Curitiba/PR

Apesar do pedido do ex-ministro para que ficasse detido no presídio da Papuda em Brasília/DF, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a transferência de Dirceu para Curitiba/PR (leia a notícia aqui).

Publicidade

A capital paranaense concentra todas as prisões e é a sede da Operação Lava-Jato. José Dirceu já estava preso, em regime domiciliar, por acusações referentes ao mensalão e novamente foi preso por envolvimento no petrolão e em desvios na Petrobras.

Mais Médicos

O Governo Federal pretende criar mais de 12 mil vagas para residência médica em todo o país até 2018. A intenção do governo é que as áreas deficitárias do SUS (Sistema Único de Saúde) sejam priorizadas com o Programa Mais Médicos. Os médicos que participam do programa recebem um salário superior aos 10 mil reais que é pago pelo Governo Federal. #Lava Jato