Fique atento aos concursos públicos abertos nessa época, o Ministério Público do Distrito Federal abriu 27 #Vagas para o cargo de Promotor de Justiça adjunto. O salário inicial é de R$ 27.500,17, além da estabilidade que um serviço público oferece. As inscrições do concurso público iniciaram no dia 10 de agosto e encerram no próximo dia 08 de setembro de 2015.

Os cargos abertos são para quem possui ensino superior completo (bacharel em Direito) com experiência mínima de três anos na área jurídica. Ao todo, 10% das vagas são destinadas para portadores de necessidades especiais (3 vagas).

Inscrições para o concurso público “Promotor de Justiça adjunto”

As inscrições para o concurso podem ser feitas através do site do Ministério Público do DF (www.mpdft.mp.br).

Publicidade
Publicidade

A taxa de inscrição é de R$ 250,00. O candidato sem condições financeiras, poderá preencher um requerimento de isenção no site do Ministério Público. A pessoa precisa comprovar que não tem condições financeiras para pagamento da taxa. O ideal é fazer o pedido até 15 dias antes do término das inscrições.

Todas as provas e a avaliação dos títulos serão realizados no Distrito Federal. A prova objetiva do concurso será aplicada no dia 08 de novembro de 2015. Os resultados da primeira fase serão divulgados no site do MPDF no dia 07 de dezembro de 2015. Após a prova objetiva, haverá ainda a prova discursiva, apresentação de títulos, exames físicos e mentais e uma prova oral. Candidatos com diploma de Mestrado ou Doutorado em Direito (reconhecidos pelo MEC) poderão receber até 10 pontos na avaliação dos títulos.

Publicidade

Estágios de nível superior na área também contam pontos.

Os candidatos aprovados no concurso irão tomar posse no dia 19 de agosto de 2016.

Confira mais vagas abertas para concursos:

Concurso do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina tem salário inicial de R$ 5.583,81

Concurso para o INSS tem salários iniciais de R$ 7.496,10

Governo Federal vai criar 3000 vagas para médicos no Brasil

ONU está recrutando profissionais que falam português #Governo #Edital