O Ministério do Planejamento divulgou, esta semana, que a Receita Federal do Brasil solicitou ao mesmo a criação de mais de 3.000 vagas para serem preenchidas no órgão.  A solicitação da Receita Federal faz parte da política da mesma, que precisa de mão de obra para apoio para trabalhar em áreas importantes dentro do órgão. Segundo informações do Ministério da Fazenda, o órgão está com uma deficiência de servidores que possam desempenhar suas funções na parte administrativa. Muitos funcionários estão se afastando em virtude de processos de pedido de aposentadoria.

O órgão de arrecadação, vinculado ao Ministério da Fazenda, está com déficit de funcionários para atuarem na área de arrecadação.Haverá em torno de 3.500 vagas.

Publicidade
Publicidade

Destas, 3.000 serão destinadas ao cargo de assistente técnico-administrativo. O candidato que concorrer ao cargo deverá ter o ensino médio completo.  As outras 500 vagas serão destinadas ao cargo de analista técnico-administrativo. Para este último, os candidatos deverão ter o ensino superior completo. No último concurso para este cargo foi aceito uma graduação superior em qualquer área.     

Para o cargo de analista técnico - administrativo, a remuneração inicial será de R$ 4.884,02. Neste valor já estará incluso o valor do auxílio-alimentação, que atualmente é de R$ 373,00. Este mesmo valor também será válido para o cargo de assistente técnico-administrativo. Ambos os cargos terão contratação feita pelo regime estatutário, o que confere estabilidade ao funcionário. 

A requisição do concurso, feita ao Ministério do Planejamento, surgiu em razão da deficiência de funcionários dentro da Receita Federal, que possam atuar na área de arrecadação.

Publicidade

O concurso da Receita Federal consta como uma das prioridades do governo para este ano, visto que, há uma necessidade de se aumentar a arrecadação federal de impostos.

Segundo informações divulgadas pela Receita Federal, o quantitativo a ser solicitado se refere ao número do déficit de servidores necessários para que o setor de arrecadação possa operar em condições mínimas de funcionários. Segundo o mesmo órgão, aproximadamente 1.758 funcionários já deixaram os cargos. Este número representa em torno de 60% do número de funcionários do setor. Deste modo, há um comprometimento do serviço de arrecadação. A realização do concurso irá preencher esta deficiência. Estas oportunidades serão destinadas também ao preenchimento de vagas na Procuradoria Geral da Fazenda, no Tesouro Nacional e no próprio Ministério da Fazenda.

O edital será publicado ainda este ano e estará disponível na página da Receita Federal na internet. A organizadora do concurso será a ESAF. Quem quiser se candidatar ao cargo, aconselha-se a ir se preparando de forma antecipada e acompanhar a publicação do edital.  #Trabalho #Desemprego #Curso