No início do mês de setembro começará o processo seletivo que visa preencher 6.700 #Vagas com contrato de no máximo um ano para trabalhar nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Essa informação foi dada pela ManpowerGroup Brasil, que é fornecedora de serviços de recrutamento temporário das Olimpíadas.

De acordo com Riccardo Barberis, diretor-executivo, as oportunidades são para assistentes, analistas, especialistas, coordenadores e gerentes. Os selecionados trabalharão liderando os times de voluntários, nas instalações ou na operação dos jogos. Riccardo não informou quais serão os salários, porém deixou claro que as oportunidades serão para profissionais de todos os níveis de escolaridade, até para nível superior.

Publicidade
Publicidade

A ManpowerGroup Brasil é a empresa responsável por recrutar colaboradores dentro de um prazo determinado, além de ajudar na preparação da carreira desses profissionais depois que os jogos acabarem.

Para se candidatar, um dos diferenciais será a fluência em inglês, principalmente para as vagas que exigirão interatividade com pessoas de outros países. Segundo Riccardo, haverá teste de conhecimento intermediário e básico, além da análise de outras competências necessárias para lidar com o público.

Riccardo afirmou que fará campanhas nas mídias sociais e no site da ManpowerGroup para atrair candidatos de culturas diferentes, esse vai ser o diferencial desse processo seletivo.

A ManpowerGroup trabalhou na contratação de funcionários nos Jogos Pan-Americanos no México, em 2011, e nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

Publicidade

Com a flexibilidade de vagas, o processo seletivo deve atingir profissionais com todos os níveis de escolaridade.

Fora essas vagas, também está acontecendo um recrutamento para trabalhar no Comitê Olímpico. Só na quinta-feira eram oferecidas 100 vagas. As contratações devem começar em setembro e terá o encerramento em agosto do ano que vem. Das 100 vagas disponíveis, 30 delas são reservadas para pessoas com deficiência.

A expectativa é que também abram vagas temporárias no setor de hotelaria para acomodar os turistas. #Rio2016