Há cerca de um mês, houve rumores acerca da abertura de um dos mais esperados concursos públicos: o dos Correios.

Concurso continua suspenso até fim da greve

Contudo, algum tempo depois, veio a notícia da suspensão, e desde então não se tem mais notícias sobre a data de abertura da seleção. Ao que tudo indica, e de acordo com as informações passadas pela presidência da Federação Interestadual dos Trabalhadores dos Correios (Findect), existe uma pendência no acordo coletivo que vem sendo negociado com o sindicato da categoria, especificamente no que diz respeito ao plano de saúde dos empregados, logo não seria viável abrir uma seleção que estaria passível de alteração até o final desse ano, porém, há especulações no sentido de que a suspensão se daria por conta da atual crise financeira pela qual o Brasil está passando porém o chefe do sindicato dos correios afirmou que a suspensão se dá por conta da Greve.

Publicidade
Publicidade

Cronograma para concurso dos Correios

Porém, na realidade, não haveria motivos para a alteração do calendário de Concursos dos Correios, tendo em vista que trata-se de uma empresa estatal, com capital e orçamento independentes. No dia 25 de setembro ocorreu uma nova audiência de conciliação no Supremo Tribunal Federal, com o intuito de resolver o empasse, mas os Correios informaram oficialmente, que o edital está sendo finalizado e que ainda demandará algum tempo para ser publicado, logo, inexiste previsão para a conclusão desse processo.

Vagas oferecidas

Estima-se que, quando publicado o edital, o concurso oferecerá duas mil vagas, divididas entre vários Estados, sendo que 700 delas serão para o Estado de São Paulo, com salários que atingem o valor de R$ 2.700,00. Portanto, se você estava estudando para este concurso, não desista, aliás, empenhe-se ainda mais, porque essa suspensão pode ser uma oportunidade para seu prgresso, mesmo porque muitas pessoas desistem ao depararem-se com uma notícia como esta, dessa forma, é possível deixar vários concorrentes para trás.

Publicidade

Bons estudos! #Seleção de Futebol #Governo #Greve