Que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já tem a autorização para realização de um novo concurso público em 2015, isso todo mundo já sabe. O que não se sabe ainda é quando sairá o edital.

Pode se dizer que este é um dos concursos mais aguardados do ano? Sim, pelo simples fato de, ao mesmo tempo que o #Edital não é liberado, milhares de cursinhos realizam preparatórios, criando uma expectativa enorme entre os candidatos.

O candidato vem sofrendo também com as mudanças que ocorreram na lei, que acabava atrapalhando na hora do estudo. Ainda assim, quanto mais a publicação do edital demora, mais tempo para revisar as matérias se tem.  

O que se sabe é que serão liberadas cerca de 950 #Vagas, dentre elas, para técnico do seguro social (nível médio) e analista do seguro social (nível superior), com renumerações iniciais mensais em torno de R$ 4.886,87, enquanto que a de Analista poderá ter subsídio inicial de até R$ 7.496,10.

Publicidade
Publicidade

Alguns sites divulgaram conversas de bastidores que ocorreram, uma delas, é que houve uma reunião particular com a banca Cespe, porém, nada se confirma. Outra conversa quem vem saindo entre os professores de cursinhos é que, provavelmente, raciocínio lógico seria eliminado do rol de matérias que teriam na prova.

Dentre as bancas que brigam na disputa para a realização do concurso, está a FUNRIO, que realizou o último concurso do INSS, por sinal, foi muito criticado pelos candidatos, e a FCC, que também participou de provas passadas. 

Um dos motivos para que o processo do concurso acelere é a greve dos servidores do INSS, que discutem sobre uma insuficiência no quadro de servidores, que está ocorrendo no orgão, e ainda reivindicam um reajuste salarial de 27,6%. Doutrinadores apostam que o edital será publicado em meados de outubro, outros preferem não arriscar e dizem que o melhor a se fazer é revisar, sem pressa, as matérias já estudadas.

Publicidade

O prazo da publicação do edital é até o dia 29 de dezembro de 2015, pois, após essa data, o concurso perderá validade. #Blasting News Brasil