Passear, conhecer, trabalhar nos #EUA sempre foi o sonho de muitas pessoas de diferentes regiões do mundo, tanto que alguns chamam aquele país de “América, terra da liberdade”. Em um momento da maior crise política econômica do Brasil nos últimos 20 anos, a Comissão Fulbright Brasil tem inscrições abertas para o que chamam de programa Foreign Language Teaching Assistant ou FLTA, concedendo bolsas de estudo para professores brasileiros nativos poderem ensinar português nas terras do Tio Sam.

Muitos que estão se inscrevendo afirmam que esta é uma oportunidade de ouro nas suas carreiras, já que serão oferecidas 20 bolsas de estudo que durarão 9 meses.

Publicidade
Publicidade

Além disto, os candidatos que forem recrutados e selecionados ministrarão aulas em universidades dos EUA, recebendo auxílio alimentação e moradia, seguro-saúde e bilhetes aéreos. E ainda há mais, os escolhidos terão a chance de fazer cursos sobre cultura e história dos norte-americanos.

É importante deixar claro que as inscrições estarão abertas até 20/10/2015, devendo serem preenchidas no site da Fulbright Brasil. Os pré-requisitos de candidatura para as vagas em questão respeitam os critérios de que o candidato tenha concluído a licenciatura e/ou bacharelado em língua portuguesa depois de 2010; que o candidato possa comprovar proficiência na língua inglesa através de exames como TOEFL (tendo a nota mínima de 79) ou IELTS (com nota mínima de 6). Maiores instruções e informações sobre as bolsas de estudo se encontram no edital que tem o seguinte endereço na net: http://fulbright.org.br/wp-content/uploads/2015/03/Edital-FLTA-Fulbright-only.pdf .

Publicidade

Enfim, conforme especialistas em mercado de trabalho fora do Brasil, os EUA oferecem facilidades para os estrangeiros com qualificações especiais. Tanto que uma pesquisa realizada pelo site Career Builder, tendo como público alvo 2,3 mil gerentes de recursos humanos, aponta que 26% desses gerentes estão empregando profissionais que tenham visto de trabalho nos EUA.

As áreas mais carentes de colaboradores qualificados são: engenharia, tecnologia, ciência e matemática. Outro ponto que chama a atenção na pesquisa é que 13% dos gerentes de RH dizem que não tiveram sucesso de contratar especialistas expatriados em função da alta procura por profissionais com esta formação. Os brasileiros que são engenheiros de software, analistas de sistemas/programadores, administradores de banco de dados, administradores de redes, gerentes de vendas/distribuição, analistas financeiros, engenheiros eletricistas/eletrônicos e engenheiros mecânicos formam o bloco das 8 profissões mais requisitadas no momento nos EUA. #Escola #Crise econômica