O momento crítico na política do Brasil com consequências negativas diretas sobre a economia tem feito com que muitos brasileiros procurem por oportunidades de emprego fora do país, oportunidades estas que até existem aos milhares, mas desde que o candidato nacional possua especializações condizentes com a vaga aberta pelas multinacionais e até empresas de menor porte. É importante também que o candidato fale mais de um idioma, o que é um tremendo diferencial para a conquista do emprego no exterior. De qualquer modo, o mercado internacional está aquecido para quem possui um bom currículo e os brasileiros têm levado vantagem nos processos seletivos.

Publicidade
Publicidade

A Catho, empresa online de empregos, divulgou em pesquisa recente, que aproximadamente 76% dos brasileiros investiriam em morar fora do Brasil desde que tivessem uma oferta satisfatória de emprego. A subdivisão deste percentual é a seguinte: 34,2% das pessoas aceitariam se fosse uma chance satisfatória de crescimento, mesmo que não houvesse a certeza da promoção; 33,2% iriam embora somente com a promoção e 8,5% partiriam sem ter a associação de nenhum outro benefício.

Conforme o gerente da Wyser, que é uma consultoria de talentos humanos franco-italiana, Denis Cerqueira, há uma grande solicitação por brasileiros no exterior, mas desde que eles tenham especialização, mas a falta de uma 2.ª língua acaba sendo um impeditivo para um grande número de oportunidades de #Trabalho.

Publicidade

Ele diz: “o inglês é essencial mesmo que seja para a América Latina, depois vem o espanhol e atualmente até o mandarim se constitui em um grande plus devido à força das empresas chinesas”.

Cerqueira afirma que os melhores caminhos para se garimpar um emprego no exterior são os sites de redes sociais e das empresas de negócios, como, por exemplo, o Linkedin. Um outro caminho é começar a trabalhar em uma multinacional no próprio Brasil, pois essas mesmas companhias cultivam o job rotation ou o intercâmbio de colaboradores entre matriz e escritores espalhados pelo mundo ou ainda possuir um networking de contatos no estrangeiro, algo que ajuda a obter trabalho.

Os europeus e norte-americanos também oferecem empregos para pessoas com mão-de-obra não qualificada, principalmente na área de serviços como restaurantes e salões de beleza

EXEMPLOS DE VAGAS DE TRABALHOS PARA BRASILEIROS NO EXTERIOR #Comportamento #Crise econômica

  • ACCOR: grupo de hotéis que só neste ano teve ou está com mais de 2.000 vagas nas Américas, Europa e Oriente Médio, tais como: chef de cozinha, auxiliar de cozinha, eletricista, recepcionista, segurança, etc.
  • GOOGLE : possui mais de 1.000 oportunidades para engenheiros, designers, vendedores e assistência técnica nos EUA, América do Sul, Europa e África.
  • L'ORÉAL: gigante francesa de cosméticos, detentora de mais de 1.000 oportunidades de emprego nas áreas de comunicação, pesquisa, administração, recursos humanos, marketing, etc., tanto na Europa, EUA, Canadá e Emirados Árabes.
  • ONU: vagas para auxiliares administrativos e de transportes, agentes de segurança, que ultrapassam as 200 posições em países como: México, EUA, Chile, Quênia e Suíça.
  • FACEBOOK: tem aproximadamente 200 vagas flutuantes de tecnologia, marketing vendas e comunicação em países como Austrália, EUA, Japão, etc.
  • ABB: grande empresa em tecnologias de energia e automação com número superior a 1.000 vagas em finanças, engenharia e qualidade na Europa, Ásia e EUA.