O Ministério do Planejamento,Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou a realização de concurso público que prevê #Vagas de trabalho para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). A autorização foi publicada no dia 29/06/2015. Segundo os prazos divulgados no Diário Oficial da União (DOU), o órgão tem até o final de dezembro de 2015 para publicar o #Edital, tendo em vista que o prazo máximo estipulado pela norma vigente é de seis meses.

Cespe-Unb será a empresa responsável pela seleção do concurso

Divulgado por uma portaria ministerial após anúncio da realização do concurso, a Cespe-UnB, Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, foi a escolhida entre ela e as outras empresas, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Carlos Chagas (FCC), que também concorreram à licitação para realizar o concurso.

Publicidade
Publicidade

A empresa, que já foi a organizadora de vários outros concursos públicos pelo país, tem até o dia 29 de dezembro para liberar o tão esperado edital. Com a Cespe-Unb como organizadora, é possível que o edital saia antes dos festejos de Natal e Ano Novo, muito possivelmente entre os dias 15 e 20 de dezembro.  

Ao todo, 950 vagas foram autorizadas

Dentre as 950 vagas autorizadas, 800 postos serão designados para o cargo de Técnico do Seguro Social, exigindo nível médio de escolaridade dos candidatos e as outras 150 para Analistas do Seguro Social, cargo que exige nível superior completo em Serviço Social.

A remuneração vária entre 5.173,37 com auxilio alimentação e de mais gratificações inclusas, para os cargos de nível médio e 7.935,92 (incluindo auxílio-alimentação) para os cargos de nível superior.

Publicidade

O último concurso que ocorreu há três anos atrás em 2012 atraiu um grande número de concorrentes e esse de 2015 provavelmente não será diferente, levando em conta as ótimas condições ofertadas. O concurso será de proporções nacionais envolvendo todo o Brasil, o que garante um número alto de concorrentes, por isso é necessário estar preparado. Uma boa dica é começar a estudar o mais rápido possível.    #Governo