Demorou, mas saiu. O concurso para 950 #Vagas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) foram abertas hoje, dia 23 de dezembro. Após muitos adiamentos, o Centro de Seleção e de Promoções e Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UNB), após publicação no Diário Oficial da União (DOU) liberou o documento que confirma a convocação para as vagas e abriu inscrições em seu site. As oportunidades oferecem salários de até R$ 7.496,09 nos níveis de escolaridade médio e superior e terá provas nas principais capitais brasileiras.

Inscrições

As inscrições serão iniciadas a partir do dia 4 de janeiro até 22 de fevereiro de 2016, no site do Cespe.

Publicidade
Publicidade

Para participar, basta pagar taxa de R$ 65 para técnico de nível médio e R$ 80 para análista de ensino superior completo. Quem desejar pedir a isenção do valor para participar do concurso deverá encaminhar documentos comprobatórios que estão especificados no #Edital.

Os exames serão realizados no dia 15 de maio, no Distrito Federal e em todos os estados da federação. Algumas cidades do interior também serão contempladas com a aplicação da prova.

Quem se inscrever para técnico vai concorrer por uma remeração inciial de R$5.239,87, que vem somado o auxílio-alimentação de R$373. Quem for analista receberá também o auxílio somado, no valor de R$7.496,09. Os cargos de nível superior são voltados para formados em Serviço Social, apenas.

As contratações feitas pelo INSS serão por meio do regime estatuário, que garante estabilidade.

Publicidade

Este é um dos grandes atrativos para os milhares de concurseiros que já estão de olho nas vagas da autarquia. O concurso formará cadastro de reserva para chamar futuramente mais pessoas que o esperado.

Conteúdo não muda

Conforme o esperado, o edital não apresentou nenhuma surpresa. Não haverá redação para nenhuma das áreas. Para ensino médio serão 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos, que engloba as disciplinas de Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática. As outras 40 restantes serão de Conhecimentos Específicos.

Quem for concorrer a analista terá que fazer provas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.

Para ser classificado será necessário acertar pelo menos 10 pontos em Conhecimentos Básicos, 21 em Específicos e a soma das duas tem que dar 36. #Educação