O Samu precisa de mais funcionários para melhorar o atendimento e salvar vidas. Nesta instituição cada segundo é importante, por isso, é necessário ter o máximo de profissionais trabalhando. Para quem sempre sonhou em exercer a profissão no Samu e para quem está procurando emprego, há uma grande novidade: o Samu (Serviço de atendimento móvel de urgência de Minas Gerais) abriu 393 #Vagas em diferentes áreas para diversos cargos. Há oportunidades que exigem ensino médio, curso técnico ou nível superior. Os salários podem chegar até R$ R$ 5.039,00.

Vagas e salários

Neste processo seletivo, o Samu oferece oportunidades de #Trabalho para os seguintes cargos: condutores socorristas (127), auxiliares administrativos (28), técnicos de enfermagem (196) e médicos (42 vagas).

O Consórcio Intermunicipal Aliança para a Saúde (CIAS) é o responsável pela abertura das vagas no SAMU/MG.

Publicidade
Publicidade

As oportunidades estão distribuídas entre diversas cidades do estado de Minas Gerais, incluindo a região metropolitana de Belo Horizonte e cidades do interior. Para ter acesso a lista completa das cidades, é necessário acessar o edital (o link do edital está nos comentários no final da notícia)

Com relação as informações sobre os salários, existe uma variação que ocorre de acordo com a profissão. Dessa forma, os aprovados receberão valores entre R$ 923,00 até o máximo de R$ 5.039,00.

Inscrições

As inscrições podem ser efetuadas até o dia 21 de janeiro por meio do site da iniciativa global (o link do site está nos comentários no final da notícia). As taxas de inscrição variam entre 45 reais até 160 reais.

Esta é uma grande oportunidade para quem está procurando emprego. Compartilhe a notícia, faça a inscrição neste concurso e boa sorte!

Leia mais

O Concurso da Unifesp abre vagas para técnicos em enfermagem, laboratório, radiologia e enfermeiros.

Publicidade

Confira a notícia completa e leia o edital, clique aqui.

Empresa de serviços hospitalares abriu 951 vagas para diversas cidades do Brasil. Há oportunidades em diferentes áreas. Leia a notícia, clique aqui.