No mês de dezembro, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) divulgou o edital para 950 vagas de técnico de seguridade social e serviço social do Instituto Nacional de Seguridade Social. Contudo, somente hoje, dia 19 de janeiro, que os candidatos estão habilitados para realizar a inscrição no site da organizadora. É possível se inscrever até o dia 22 de fevereiro. As taxas do certame custam R$ 65 para nível médio e R$ 80 para graduados.

Salário é grande atrativo e irá aumentar neste ano

Com salários iniciais dos novos servidores são de R$5.344 a R$7.954, respectivamente.

Publicidade
Publicidade

Das chances, 800 são para técnico de seguridade social (médio) e 150 para formados em serviço social (superior). Os novos funcionários da autarquia trabalharão 40h semanais e serão contratados pelo regime estatutário federal, que garante estabilidade.

A partir de agosto de 2016, as remunerações (vencimentos + gratificações) dos servidores aumentarão, devido ao acordo que pôs fim à greve de funcionários em todo o Brasil. Os técnicos receberão remuneração total de R$5.498,90. Já os analistas R$8.135,25.

Quem for membro de família de baixa renda com registro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) podem pedir isenção da taxa até o fim do prazo de inscrição. O concurso oferece vagas para portadores de deficiência.

Tradição de muitas convocações

É importante lembrar que a autarquia é conhecida por convocar muitos aprovados, chegando a ultrapassar as vagas estipuladas no #Edital.

Publicidade

Na última seleção, em 2011, foram oferecida 1.875 vagas, sendo 375 de perito previdenciário e 1.500 de técnico. Contudo, o número de convocados foi de 5.020 candidatos, o que representa 160% de nomeações.

Provas

As provas do concurso do INSS serão aplicadas no dia 15 de maio, em todas as capitais brasileiras, além de outras cidades do país onde há vagas. A prova será composta de 120 ítens e os candidatos deverão marcar alternativas certas e erradas. Para cada questão errada, mais uma é eliminada. Por isso, professores recomendam que os concurseiros não "chutem" e respondam apenas o que têm certeza.

Para nível médio, é preciso estudar as disciplinas de Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática e Conhecimentos Específicos.

Outra dica é ficar de olho em Direito Previdenciário, que irá fazer diferença na prova de muitos candidatos, pois engloba a rotina do servidor do INSS. #Educação #Seleção de Futebol