O Comando do Pessoal de Fuzileiros Navais da Marinha abriu nesta segunda-feira (1) o concurso público para preenchimento de 1.860 #Vagas. As vagas são destinadas ao curso de formação de soldados fuzileiros navais para as turmas I e II de 2017. O curso dura cerca de quatro meses. Após o encerramento os candidatos serão nomeados soldados fuzileiro naval. As inscrições podem ser feitas até dia 29 de fevereiro.

O curso será realizado no Rio de Janeiro e em Brasília. Durante a formação os candidatos receberam bolsa de R$ 642, após o término, os aprovados, receberão remuneração inicial de R$ 1.587 e nomeados soldado fuzileiro naval.

Publicidade
Publicidade

As turmas para 2017 têm 20% de oportunidades para o grupo de negros.

No Rio de Janeiro as aulas acontecem no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves. Já em Brasília no Centro de Instrução e Adestramento.

As vagas são destinadas para as unidades da marinha no Rio de Janeiro (1.218), Brasília (128), Rio Grande do Sul (76), Belém (61), Mato Grosso do Sul (83), Manaus (100), Natal (99), Salvador (65) e São Paulo (30).

A taxa para participar do concurso público é de R$ 12. A inscrição deve ser feita através do site da Marinha (confira o link de inscrição nos comentários desta matéria). Durante o curso os candidatos passarão por vários exercícios físicos, palestras e rotinas de atividades. O aluno será observado com rigor por seus superiores, levando em conta o respeito, disciplina e hierarquia.

Publicidade

O concurso está dividido em seis etapas: confirmação de escolaridade (previsto para acontecer dia 26 de abril às 10h), dados biográficos, documentação, saúde, suficiência física e exame psicológico.

Os locais de atuação são Batalhão de Operações Ribeirinhas; Grupamento de Fuzileiros Navais; Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológico.

Fuzileiros Navais

Os fuzileiros navais é um termo utilizado no Brasil e em Portugal no qual pertence um militar do corpo de infantaria de Marinha. Estes profissionais são especialistas em operações anfíbias, segurança de navios de guerra e defesa das instalações navais, em terra. #Edital