Jovens de 14 a 22 anos que estão em busca de uma primeira oportunidade de emprego devem ficar atentos: a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) - empresa responsável pela captação e tratamento de água em todo o estado de São Paulo - está recebendo inscrições para o processo seletivo que selecionará para 565 vagas de emprego. As oportunidades são destinadas ao projeto 'Jovem Aprendiz', sendo assim, não é necessário comprovar experiência anterior.

Para concorrer às #Vagas o interessado deve - além de ter entre 14 e 22 anos e 5 meses - estar matriculado no primeiro ou segundo ano do Ensino Médio. Para candidatos deficientes físicos, a faixa etária será descartada.

Publicidade
Publicidade

Das 565 vagas disponíveis, 5% serão reservadas para portadores de deficiência física.

Além de salário fixo mensal de R$880, os candidatos aprovados receberão  seguro contra acidentes pessoais, assistência médica, vale-refeição e vale-transporte.

Contrato por tempo determinado

O contrato de Jovem Aprendiz tem a duração de 2 anos, sem possibilidade de efetivação e/ou prorrogação. O projeto, que já acontece há anos, visa não somente oferecer oportunidade de emprego mas, também, de qualificação profissional: além de trabalha as unidades, os jovens receberão, gratuitamente, formação técnico-profissional no Senai. Quando a rede não estiver disponível em uma determinada região, as aulas serão oferecidas em outras escolas de formação.

Processo seletivo e inscrições

Os jovens interessados já podem realizar suas inscrições, as quais ocorrem até o dia 21 de março.

Publicidade

Basta acessar o site da Fundação Carlos Chagas, responsável pela organização do concurso público. A taxa é de R$55 e deve ser paga através de boleto bancário.

O processo seletivo será composto de 60 questões de múltipla escolha. As provas serão aplicadas em 24 de abril, nas cidades de Santos, São José dos Campos, São PauloBotucatu, Caraguatatuba, Franca e Itapetininga. O concurso público tem validade de 6 meses, podendo ser prorrogado por mais 6 meses.

 

 

 

  #Desemprego