Quem ainda não desistiu do mundo dos concursos públicos e está atrás de uma chance para melhorar de vida e ganhar mais não pode deixar de conferir as oportunidades abertas para a cidade de Quatis, localizada no Vale do Paraíba do Estado do Rio de Janeiro. As chances são direcionadas para todos os níveis de formação, com salários que variam de R$ 916,53 a R$ 1.608, dependendo do grau de formação e da vaga pretendida.

Oportunidades

Os candidatos inscritos para nível fundamental podem concorrer para as vagas de agente condutor/ motorista (2 #Vagas), auxiliar de serviços gerais (3 vagas) e também copeira (uma vaga). Estes dois primeiros servidores receberão salários $1.208.

Publicidade
Publicidade

Já a copeira ganhará R$916,53 mensalmente.

Já os formados em nível médio/técnico terá chances para os cargos de assistente de controle interno (1), assistente de plenário (1) e auxiliar de contabilidade (1). Os funcionários receberão vencimentos de R$ 1.260.

Quem tiver formação em 2º grau apenas poderá concorrer para diversas oportunidades: agente de segurança (uma vaga), auxiliar administrativo (5 vagas), auxiliar de patrimônio e almoxarifado (uma vaga), auxiliar de protocolo e arquivo (uma vaga), auxiliar de tesouraria (uma chance), oficial de ata (uma oportunidade) e recepcionista (uma vaga) e receberão salário de R$ 1.070.

Os graduados poderão concorrer à uma vaga de advogado, que paga R$ 1.608.

Inscrições

Para participar do concurso basta acessar até o dia 22 de maio o site da KLC Concursos, organizadora do certame.

Publicidade

Após preencher a ficha cadastral é preciso pagar o boleto, que custa R$ 10 para nível técnico e superior e R$ 20 para nível médio e fundamental.

É recomendável que os candidatos façam uma leitura atenciosa do #Edital antes de se inscrever.

Provas

O concurso para a Câmara de Quatis será composto de provas objetivas para todos os níveis de escolaridade, aplicadas no dia 5 de junho. Os candidatos deverão responder questões de conhecimentos básicos e específicos. Já as contratações ocorrerão pelo regime estatutário, que garante estabilidade empregatícia.