Na última quinta-feira, dia 28, Geraldo Alckmin, governador do Estado de São Paulo, declarou que o estado deve contratar mais de 2 mil professores sem a realização de concurso público. Essa medida foi anunciada enquanto Alckmin fazia uma visita a Mogi das Cruzes.

De acordo com ele, serão contratados 1500 professores para a #Educação Básica 2 e 500 professores para Educação Básica 1. Fora essas #Vagas, também estarão abertas 930 oportunidades para o cargo de agente de organização escolar.

O governador disse que as contratações serão imediatas, de acordo com a necessidade de cada escola. Para ele, o processo será simplificado para agilizar o processo de contratação.

Publicidade
Publicidade

O governador disse que serão 3 medidas: contratação imediata de 2 mil professores, contratação de diretores e contratação de 930 agentes escolares. Para diretores serão disponibilizadas 1.875 vagas.

Na entrevista, Alckmin disse que no mês de abril o estado pagou R$ 60 milhões de piso para professores e outros R$ 430 milhões de bônus.

Em uma enquete realizada pela Secretaria Estadual da Educação foi possível contatar que 92% dos professores acham melhor receber a bonificação que o aumento do salário proposto em 2,5%. Apenas 6,7% dos participantes da pesquisa votaram para receber o aumento. O governo tentou cancelar a bonificação para reajustar os salários, mas foi bastante criticado por a proposta estar consideravelmente mais baixa que a inflação.

 O governador esteve em Mogi das Cruzes para iniciar as obras que vão de Suzano até a região central, chamado de Corredor Leste-Oeste.

Publicidade

Alckmin não definiu data para a duplicação da estrada Mogi-Dutra, segundo ele os financiamentos de obras precisam de melhores definições nesse novo governo.

 Crise no governo

 Sobre a crise e o impeachment, o governador declarou que esteve em contato presencialmente com Michel Temer antes da votação do impeachment e que após isso eles vem mantendo contato via telefone. Segundo ele,  o PSDB se posicionou apoiando Michel Temer e que os próximos meses serão difíceis, pois os Brasil apresenta grandes problemas em sua economia.

  #Seleção