Os concurseiros de plantão que apostam nos concursos públicos em busca de bons salários e a oportunidade de estabilidade através da carreira pública receberam mais uma notícia nada agradável, nesta segunda-feira (18). O IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - anunciou a suspensão do concurso que previa mais de 1.400 vagas temporárias, destinadas ao censo agropecuário, bem como as atividades referentes ao censo experimental.

Autorizado em dezembro de 2015, pela portaria nº 571, e divulgado pela Cesgranrio, em janeiro deste ano, o certame recebeu inscrições até o dia 02 de março, visando preencher 223 vagas para o cargo de Analista Censitário (AC), 700 vagas para Agente Censitário Administrativo (ACA) e 486 para Agente Censitário Regional (ACR).

Publicidade
Publicidade

A descontinuação se deve em razão da redução de mais de R$ 60 milhões no orçamento da pesquisa.

Em nota, a organizadora do concurso afirmou que o reembolso do valor das inscrições, de R$ 35,00 e R$ 120,00, conforme os cargos, deve ser solicitado, pelos inscritos, através do site www.cesgranrio.org.br.

Suspensão de novos concursos

Em setembro de 2015, o governo anunciou a suspensão de novos concursos, orientando para a manutenção daqueles que foram homologados até então, mantendo as vagas anunciadas até os prazos de validade previstos nos editais.

Em fevereiro deste ano, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) anunciou o bloqueio de R$ 23,4 bilhões em gastos públicos, o que inviabiliza a realização de novos concursos, fechando cerca de 40.389 cargos, reservados para admissão ou contratação relativos a todos os Poderes, ao Ministério Público da União e ao Conselho Nacional do Ministério Público.

Publicidade

Essas medidas visam conter o gasto com o funcionalismo, que chega a custar R$ 255,3 bilhões, ultrapassando em 1,3 bilhão o orçamento aprovado pelo Congresso.

Especula-se que o Ministério do Planejamento retome os processos seletivos em breve, contemplando os cargos e vagas suspensas nos últimos meses. Portanto, cabe ao candidato ganhar tempo e continuar se preparando, pois, além da esfera federal, ainda existem as oportunidades no segmento público estadual e municipal. #Desemprego #Crise #Edital