A principal dúvida de um candidato a emprego que nunca teve uma experiência profissional é como montar um currículo sem nunca ter trabalhado? Como mostrar que você é realmente apto a desempenhar aquela função ou está disposto a aprender como fazer? É necessário colocar o cargo que pretende ocupar e seus objetivos? São questões normas e bastante recorrentes na cabeça de quem vai selecionar informações e montar seu currículo em busca do primeiro emprego. 

Segundo a coordenadora de recursos humanos do Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT), Flávia Mentone, o mais importante na preparação do currículo é que ele seja muito objetivo.

Publicidade
Publicidade

O seu currículo profissional será o seu cartão de visitas, seu passaporte para uma possível entrevista de emprego, então é necessário seguir alguns passos para que ele não fique amador. Um dos principais erros dos candidatos é preparar um currículo genérico quando você está em busca de um cargo dentro de uma empresa X. Para sanar todas as dúvidas e ajudar na construção de um currículo de qualidade e sucinto, vamos passar algumas dicas abaixo:

Dados pessoais

A primeira parte de um currículo sempre deve ser a apresentação do profissional. Nessa mini-apresentação deve constar todos os dados pessoais, desde nome completo até email e endereço de residência. Não há necessidade de colocar o CEP.

Objetivo 

Nesse item é importante que o candidato seja direto e sucinto. Aqui você vai escrever qual é o cargo que pretende assumir, para melhorar a organização foque em um só objetivo ou cargo. 

Resumo de qualificações

Seja verdadeiro, mentiras podem desclassificar você em uma entrevista.

Publicidade

Aproveite esse espaço para falar sobre suas habilidades, conhecimentos, cursos, e experiências que seriam úteis no seu cargo e trariam benefícios a empresa em caso da sua contratação.

Formação acadêmica

O candidato deve preencher aqui somente o último grau de escolaridade, ou seja, se está cursando curso de graduação citar o curso e o semestre. Caso não tenha, colocar o nível médio e a escola em que concluiu.

Experiência profissional

Se você não tem experiência, cite algum #Trabalho realizado na faculdade, centro acadêmico ou empresa júnior, sempre enfatizando o cargo, as responsabilidades que tinha e as atividades desempenhadas. 

Cursos complementares

Aqui é a hora de colocar aquele curso que você fez quando era mais novo. Vale curso de inglês, informática, software, workshops, cursos extracurriculares, entre outros. É necessário mencionar a escola, a carga horária e a data de início e término. 

Idiomas

Aqui você coloca quais idiomas você é fluente. Também há a opção de subdividir o seu nível em: básico, intermediário, avançado e fluente.

Publicidade

Se você não é fluente em nenhuma língua estrangeira, mas está fazendo curso, coloque nos cursos complementares. É importante não mentir nesse item, você pode ser colocado a prova durante uma entrevista de emprego.

Outras informações

Aproveite para falar mais sobre você, experiências fora do país, trabalhos sociais e voluntários, mostre quem você é e por onde esteve durante o período em que não trabalhou. Lembre-se de ser objetivo, não faça uma redação. 

O que você não deve colocar no currículo

- Pretensão salarial

- Foto, a não ser que seja solicitado

- Título e informações negativas

- Número de documentos

- Nome dos pais, filhos ou marido/esposa

- Motivo da saída do emprego anterior #Educação #Vagas