Está prevista para o final do mês de maio a solicitação por parte do Ministério do #Trabalho para o Ministério do Planejamento, da homologação a fim de se realizar os seguintes concursos: auditor-fiscal do trabalho e outros cargos referentes a área administrativa. Essa mesma requisição já tinha sido endereçada em 2015, entretanto, conforme aconselhamento do Planejamento, deve ser feita nova solicitação, até mesmo porque a última foi suspensa em setembro do ano passado.

Vale frisar de que todas as pessoas interessadas no cargo de auditor terão que comprovar a formação escolar no nível superior, independente de qual seja a área em que o indivíduo se graduou.

Publicidade
Publicidade

O salário inicial básico é no valor de R$ 16.116,64, tendo sido solicitadas no total de 847 posições para o cargo citado em 2015.

Em várias ocasiões anteriormente, o próprio ex-ministro do Trabalho, Manoel Dias, veiculou a autorização para esse pleito; todavia, o processo de recrutamento e seleção não foi iniciado em função da suspensão dos concursos no âmbito federal. Por outro lado, atualmente, o Planejamento concordou na chance de homologação de concursos novos desde que as variáveis de necessidade premente e emergência se façam presentes, o que é o caso.

O Sinai - Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho advoga pelo preenchimento na carreira do que ele afirma faltar, a saber, mais de 1.000 vagas ociosas. Já a OIT - Organização Internacional do Trabalho reitera que a defasagem de mão-de-obra é superior a 5.000 servidores federais, o que acaba prejudicando muito negativamente o combate direto à sonegação do FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e estimula o modo de trabalho informal, algo que não é bom para o trabalhador e muito menos para o país.

Publicidade

O ministério determina o ganho salarial de R$ 3.442,22 (já estando inclusos os R$ 373,00 destinados ao auxílio-alimentação. O mesmo valor se aplica para a vaga de auditor) sobre as 1.177 vagas, sendo 951 delas para agente administrativo, cuja escolaridade é de nível médio.

Quanto as outras 226 vagas solicitadas, todas serão voltadas para o cargo que necessita de formação universitária ou superior com o salário inicial para todas de R$ 4.888,02. São estes os cargos: técnico em assuntos educacionais: 64 vagas; assistente social: 60 posições; administrador: 60 posições; contador: 25 vagas; técnico em comunicação social: 7 vagas; economista: 6 vagas oferecidas; bibliotecário: 3 posições e sociólogo: 1 vaga.

A partir de agora, todos devem prestar o máximo de atenção quanto as datas a serem anunciadas na imprensa e principalmente, ir se preparando para o certame com o único objetivo da conquista do cargo pretendido. #Seleção de Futebol #Curso