Uma notícia animadora para os profissionais da área de saúde. Diversos concursos com salários atraentes estão por abrir inscrições e órgãos como o Inca por exemplo, já estão com o processo seletivo em andamento.

Ao todo estão previstas 258 #Vagas para a área da Saúde. No caso do Inca, a contratação para profissionais de radioterapia será simplificada e via contrato com tempo de duração pré estabelecido. Serão aceitos profissionais tecnólogos ou técnicos em radiologia e com especialização ou cursos de aperfeiçoamento na área de radioterapia. Faz-se necessário ter registro no conselho da categoria.

O salário previsto é de R$ 3.037,57 e quem for contratado receberá, ainda, benefícios como vale-alimentação e auxílio pré-escolar.

Publicidade
Publicidade

Para os profissionais de radiologia, a carga horária semanal será de 24 horas. As inscrições devem ser feitas diretamente no site do Inca, até o dia 6 de maio.

Os candidatos que se inscreverem no Inca serão avaliados nas dependências da própria instituição, porém, a mesma não declarou como devem ser as etapas de seu processo de seleção.

Fiocruz recebeu autorização do Ministério do Planejamento para realizar um processo seletivo disponibilizando 150 vagas no #Edital do seu concurso. Já a Anvisa conseguiu 78 vagas para seu edital. Essas autorizações já foram publicadas no Diário Oficial da União, após essa publicação os órgãos têm até 180 dias para lançarem seus editais de inscrição no processo seletivo.

Essa, sem dúvida, é uma grande oportunidade para driblar a crise. Profissionais de diversos setores estão perdendo seus empregos e os recém formados não estão conseguindo uma colocação no mercado profissional. 

Em qualquer que seja a área, no geral, os salários são atraentes.

Publicidade

O menor valor de remuneração que será oferecido nesses concursos é de R$ 3.278,57, chegando a R$ 14.813,67 para doutores que concorrerem ao cargo de pesquisador.

Embora a possibilidade de lançamento dos editais seja de até 180 dias após a publicação, os mesmos estão previstos para outubro de 2016, tamanha a necessidade das instituições em complementarem seu quadro de funcionários.