Os concurseiros baianos que estão em busca de estabilidade e um salário melhor para fugir da crise econômica e financeira que impera no Brasil já podem começar a estudar. É que Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5) poderá abrir concurso público a qualquer momento, com 432 #Vagas a serem preenchidas de forma efetiva. Devido à carência de pessoal, está em análise na Câmara dos Deputados Federais o Projeto de Lei nº 4.397/2016 que pede a criação de 490 cargos dos níveis médio e superior para o tribunal. Desse número, 58 serão para cargos comissionados (que podem ser por indicação) e 432 para funcionários efetivos (preenchidas com concurso público).

Publicidade
Publicidade

Quem for contratado para as vagas efetivas será regido pelo regime estatutário, isto é, que garante estabilidade empregatícia.

Os servidores do tribunal recebem salários que variam de R$5.365,92 a R$8.803,97, dependendo da função, escolaridade e carga horária.

Alta necessidade de funcionários

O projeto de Lei que tramita no momento na Câmara dos Deputados Federais é de autoria do ministro Antônio José de Barros Levenhagen e no momento se encontra na missão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP). Ele pede que sejam criados os cargos o quanto antes, já que o órgão está com déficit de servidores em seu quadro efetivo.

As vagas disponíveis para formados em 2º grau (médio) serão para trabalhar como técnico judiciário voltado para a área administrativa. Serão 112 chances.

Publicidade

Já quem tiver ensino superior completo poderá se candidatar para as 196 vagas de analista judiciário. Haverá também chances para oficial de justiça avaliador e na área administrativa.

De acordo com o site de notícias sobre concursos Folha Dirigida, o TRT pediu mais vagas para suprir a necessidade do órgão devido ao aumento dos processos nos primeiro e segundo graus de jurisdição, o que tem gerado sobrecarga no trabalho dos funcionários e magistrados. Os novos trabalhadores lotarão os gabinetes dos desembargadores, varas do trabalho e unidades de apoio ao judiciário.

Última seleção

Em uma pesquisa rápida é possível notar que o último concurso para o TRT5 ocorreu no ano de 2013. Foram aplicadas provas objetivas e discursivas. O exame foi composto de 60 questões: Português, Raciocínio Lógico-Matemático, Regimento Interno do TRT5, Processo Administrativo e Conhecimentos Específicos.

Os candidatos que fizeram a prova escrita tiveram que elaborar uma redação entre 20 e 30 linhas. #Edital #Empregos