Quem está em busca de melhorar de vida e ganhar estabilidade empregatícia, fugindo da crise, não pode perder esta oportunidade. Já estão abertas as inscrições para o concurso público do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul (MP-RS). As 15 vagas disponíveis são direcionadas para formados em direito que desejam trabalhar como procurador de justiça. Para poder se candidatar é preciso ter formação completa na carreira. Os interessados receberão remuneração (vencimentos + benefícios) de R$ 22.213,44. O concurso também terá cadastro de reserva, podendo abrir mais #Vagas durante a validade do concurso.

Inscrições

Para participar do concurso basta acessar o site do próprio MP-RS, que está com prazo aberto até o dia 28 de julho.

Publicidade
Publicidade

Após preencher a ficha é preciso pagar o valor da taxa, que custa R$ 252,21. O boleto pode ser quitado em qualquer agência bancária, correios ou lotérica até o dia 29 de julho. No dia 11 de agosto, os candidatos saberão se foram deferidos ou indeferidos no pagamento. Do dia 15 a 19 será possível mandar recursos para o Ministério Público para conseguir participar.

Provas

A seleção será composta por diversas fases eliminatórias e classificatórias.

A primeira delas é a do exame objetivo, que será aplicado no dia 23 de outubro. Os candidatos deverão responder 100 perguntas. Serão 70 de conhecidos Jurídicos e 30 de Português. Será possível conferir os acertos no dia 26 de outubro.

Já na segunda fase haverá uma prova discursiva, com quatro perguntas, porém a data de aplicação ainda não foi divulgada.

Publicidade

A última etapa é a prova oral, em que os futuros promotores deverão discursar sobre um tema sorteado aleatoriamente.

Haverá também prova de tribuna, que testa conhecimentos de direito penal. Haverá análise de títulos para aumentar a pontuação final.

A contratação dos promotores é por regime estatuário e a validade do concurso é de dois anos, podendo dobrar.

Aprovação

Para passar num concurso é preciso se preparar bastante. Muitos professores de cursinhos indicam que os candidatos leiam bastante as leis indicadas no edital, além de se atualizar em sites de tribunais superiores, como STF e o STJ. Algumas questões podem vir recheadas de atualidades. Fique atento. #Edital #Empregos