A #Marinha mercante é o sonho profissional de quem almeja trabalhar em alto mar de forma segura. Ela é o ramo civil da Marinha Brasileira, diferentemente de outros países onde a Marinha Mercante é militar e precisa sempre estar pronta para defender o país no caso de uma guerra.

Importante pela sua função mais conhecida, a Marinha Mercante não vive apenas do transporte de mercadorias, como o seu nome dá a entender. Ela se divide em três ramos principais com funções distintas.

Setores da Marinha Mercante

Marinha de comércio: a parte mais conhecida e desejada pelos jovens que desejam seguir esse caminho é a que lida com o transporte de cargas e de pessoas.

Publicidade
Publicidade

O serviço é de grande importância para o país no setor do comércio externo, já que boa parte do comércio brasileiro é feito com países de outros continentes, como China, Rússia e Japão.

Marinha de pesca: Desenvolve a atividade de pesca nos limites do oceano brasileiro de forma regulamentada.

Marinha de recreio: Desenvolve atividades de lazer com o uso de embarcações próprias para este fim.

Formas de ingresso

A forma mais conhecida de ingressar na Marinha Mercante é por meio do #efomm(Escola de formação de oficiais da Marinha Mercante). Os requisitos para a realização do concurso são: ter nível médio; ser aprovado em um concurso que contém português, matemática e inglês; além da parte de avaliação física e médica; ter entre 17 e 23 anos; ser aprovado nos testes físicos. O curso de formação dura quatro anos.

Publicidade

Desses, três são em sala de aula e um é no mar.

Para o concurso de 2018, a EFOMM abrirá 285 vagas. O concurso selecionará os alunos que farão o curso de formação de oficiais, que tem duração mínima de sete semestres, e conta com duas especializações possíveis; náutica e maquinas. O curso é em regime de internato e os recursos básicos serão fornecidos pela Marinha Brasileira.

Salário da Marinha Mercante

O que mais atrai os jovens para realizar os concursos de entrada no EFOMM sem dúvida é o salário que os oficiais recebem após a conclusão do curso. De acordo com um site responsável por calcular as médias salariais de diversas profissões, um oficial de maquinas recebe em média R$ 9.230; já o oficial de náutica recebe um salário ainda maior, que chega a R$ 12.702.

Mesmo durante o curso, o cadete recebe uma ajuda de custo de R$ 622 livre de despesas como fardamento e assistência médica, que são dados pela EFOMM no começo do curso. #marinha mercante concurso